Weiku e Hotel Spa Nau Royal em parceria pelo meio ambiente

Utilizar de forma consciente os recursos naturais e relacionamentos pessoais de forma a mantê-los para as futuras gerações é o conceito de sustentabilidade adotado pelo Hotel Spa Nau Royal localizado no litoral norte de São Paulo. O empreendimento aplicou em seu projeto e concepção energias alternativas limpas, tratamento e reuso de águas, materiais de alta durabilidade e baixa manutenção, isolantes térmicos e acústicos provenientes de fontes e fornecedores que apliquem o mesmo conceito. Assim veio a escolha pela parceria com a Weiku,de Pomerode(SC), pois as esquadrias de PVC oferecem naturalmente estes mesmos conceitos de alta durabilidade, baixa manutenção, isolamento térmico e acústico, ajudando a minimizar o uso de energia para ar-condicionado e mantendo alto padrão de conforto aos hóspedes. “Conhecemos os produtos da Weiku por meio de uma pesquisa de mercado que nos auxiliou a escolher a melhor solução termoacústica em esquadrias para o projeto Nau Royal, pois o mesmo requer um alto nível de desempenho dos produtos devido ao seu público alvo ser de classe AAA, com alto grau de exigência em todos os aspectos”, garante o diretor Roberto Roberto Kalil Ibrahim. Sobre o Nau Royal O Hotel Spa Nau Royal é um projeto diferenciado na região, pelos conceitos desde a arquitetura moderna praiana, passando por todos os produtos de alta qualidade utilizados na construção, por meio de parcerias com grandes marcas, até o atendimento proposto aos hóspedes em suas vivências. O Hotel possui uma localização privilegiada, sendo o único realmente na areia da praia, com a melhor vista do mar que pode ser apreciada por todos os hóspedes de seus quartos e da área de lazer. Outro...

Nova tarifa de água sofre redução

A criação de uma nova tarifa de água para quem consome mais de 30 metros cúbicos por mês foi revista pelo Samae. Uma nova proposta, apresentada nesta terça-feira (23) a representantes da Acib, recebeu a aprovação da associação. O prefeito João Paulo Kleinübing, acompanhado do diretor do Samae Luiz Ayr, baixou de R$ 7,18 para R$ 5,99 o valor pago pelo metro cúbico de água quando o consumo passar de 30m3. Anteriormente, não existia essa faixa e o valor acima de 11m3 era de R$ 3,99. A nova faixa instituída por decreto do prefeito no início do ano afetou principalmente as grandes indústrias, comércio e hotéis, que viram suas contas de água aumentar em até 70%. O Samae também se comprometeu em analisar os casos das empresas mais atingidas individualmente e propor soluções específicas para cada uma delas. Além disso, incluiu o Poder Público nessa nova faixa, o que não ocorria na proposta anterior. As faturas enviadas a partir de janeiro para a faixa de consumo recém-criada serão recalculadas. Quem já pagou receberá o valor excedente em...

HBSIS promove Coleta de Medicamentos

Empresa blumenauense de soluções em TI implanta caixas de coleta e incentiva colaboradores a participarem A iniciativa visa coletar remédios sem uso que seriam descartados sem o cuidado adequado, correndo o risco de contaminar o ambiente. A partir de segunda-feira (22/03) serão disponibilizadas caixas de coleta na HBSIS e os medicamentos arrecadados serão enviados à Secretaria de Saúde. Os que puderem ser aproveitados serão encaminhados para doação por meio da farmácia solidária. Os medicamentos sem condições de uso serão incinerados dentro das normas para evitar a contaminação do ambiente. Além de envolver os colaboradores, a HBSIS irá estender a ação para as demais empresas localizadas no edifício George Buatin, na Rua Ângelo Dias, em Blumenau (SC), sede da empresa. Em 2009, a HBSIS já participou da Campanha para Coleta de Medicamentos promovida pela Casa da Amizade e a adesão dos funcionários foi ampla. “Este ano a ação será contínua e queremos engajar também as empresas vizinhas; esperamos mobilizar as pessoas para terem ações ecologicamente corretas e socialmente responsáveis em seu dia a dia. Esta é apenas uma das ações que estão previstas em nosso calendário verde para 2010”, destaca a relações públicas da HBSIS, Daniela Viek. Mais informações sobre a doação de medicamentos podem ser obtidas no site www.doeremedios.org.br. Sobre a HBSIS Pensar a tecnologia dentro da realidade de cada cliente, atender suas necessidades e particularidades. Este é o desafio que move a HBSIS há 20 anos, a cada novo projeto. Para cada necessidade, a empresa apresenta uma forma diferenciada de atuação. São diversas opções de serviços, que se adaptam ao atual cenário de rápidas mudanças, garantindo integração entre...

Novos fornos industriais chegam ao mercado nacional

Alta tecnologia e menor custo operacional é resultado de parceria entre a brasileira Jung e a espanhola Hormesa A partir de maio deste ano o mercado brasileiro de fornos industriais ganhará uma novidade, com o lançamento da primeira unidade fabricada pela Fornos Jung, de Blumenau (SC) em parceria com a espanhola Hormesa. O lançamento será na Feira da Mecânica, que ocorre entre 11 e 15 de maio, em São Paulo. O acordo acaba de ser fechado, mas vinha sendo delineado há cerca de um ano, e possibilitará a fabricação de fornos industriais voltados ao mercado nacional com mais tecnologia. O diretor da Jung, Jonas Luchtenberg, afirma que os fornos que serão disponibilizados ao mercado brasileiro a partir da joint venture possuem um conceito de alta eficiência energética e tecnologia diferenciada, que proporcionará aos clientes o menor custo operacional possível. “Esse efeito é obtido com a utilização de novos materiais e projetos”, explica. Os novos equipamentos terão capacidade para até 1000 kg e consomem apenas 7 kW/ton/hora para manutenção de alumínio fundido a 700°C. A Jung também poderá agregar ao seu mix de produtos uma série de equipamentos que não eram fabricados até hoje, com tecnologia muito superior aos produtos disponíveis no Brasil atualmente. A tecnologia utilizada virá da Hormesa, mas a assistência técnica, o fornecimento de peças de reposição e a fabricação dos equipamentos serão todos feitos no Brasil. Sobre a HormesaA Hormesa, com sede em Madri, na Espanha, está no mercado desde 1990. Presta assessoria e suporte técnico em 20 países distribuídos em três continentes. Possui fábricas na Espanha, Argentina, Colômbia, México e Tailândia. É especialista em fornos...

ABC busca inserção de políticas cicloviárias no Plano Diretor de Blumenau

[photopress:j0399918_red_1_2.jpg,full,pp_image] A Associação Blumenauense pró-Ciclovias (ABC) já encaminhou um ofício ao Presidente da Comissão de Constituição, Legislação e Justiça, Marco Antônio Wanrowsky (PSDB), com suas contribuições para a revisão do Plano Diretor de Blumenau. Entre os aspectos que ainda precisam ser incluídos no Plano, destacam-se atenção especial para o pedestre e para o ciclista, incluindo-os no Plano Diretor, não somente para ruas, mas também para pontes, viadutos, loteamentos, condomínios, prédios, praças, entre outras vias públicas. A ABC solicita que, onde houver veículo automotor, inclua-se também a bicicleta. Além disso, onde há obrigatoriedade para estacionamento/vaga para automotores, devem-se prever vagas para acomodar bicicletas. “Queremos um esforço do Poder Público para que, quando forem executadas as obras, não se deixem aquelas destinadas aos pedestres e ciclistas para o final, por vezes sem concluir”, destaca o presidente da ABC, Eldon Jung. Outra solicitação da ABC diz respeito ao SCB (Sistema Cicloviário de Blumenau), que não foi instituído por lei. Por isso, é necessário incluí-lo no Plano Diretor para que não seja abandonado. A ABC também enviou à Comissão de Constituição, Legislação e Justiça solicitações de incentivo ao uso das bicicletas no espaço urbano, entre as quais:  criar um Fundo Municipal de Trânsito para habilitar o Município a receber um percentual do FUNSET para financiar campanhas educativas de trânsito;  estimular a adoção de alternativas ecológicas no turismo (a pé, de bicicleta) e em outras áreas que podem render Crédito de Carbono (voltadas ao financiamento de novos projetos);  criar vantagens para quem utiliza o transporte público e/ou a bicicleta, ou ainda aqueles que vierem a fazer uso dos dois modais, de...

Presse - Todos os Direitos Reservados

Desenvolvido por: