As cores da construção civil

Pigmento que permite coloração diferenciada às obras se tornou tendência na indústria do concreto. Com as diversas tecnologias para garantir qualidade e distinção à construção civil, até mesmo os tons de cinza e as cores neutras deixaram de ser predominantes nos elementos estruturais aparentes e pavimentos. Calçadas, muros, paredes e telhas ganharam vida com um produto especial para colorir: o pigmento. Misturado na composição do concreto, sua adição possui como características e benefícios o detalhe diferenciado na arquitetura, a economia e a durabilidade da coloração. De acordo com o diretor da Camargo Química, Fábio Pires, empresa que atua com produtos químicos para construção civil, como pigmento, este tipo de produto pode ser adicionado em qualquer tipo de concreto, entretanto, a principal utilização do produto é em peças de Pavers (Pavimentos Intertravados) e Telhas de Concreto. Alguns elementos estruturais ou de revestimentos que não são coloridos também podem receber pigmento na mistura com material seco, como areia e cimento. Chapiscos, misturas em gesso, argamassas, revestimentos com brita, elementos vazados e pré-fabricados são alguns exemplos de aplicação. Segundo Pires, entre as cores mais comuns de uso estão o vermelho, o amarelo, o preto, o marrom e o laranja, que permitem variações com misturas entre si. O verde, o azul e o branco também são disponíveis no mercado, mas menos comercializados por terem custos superiores. Existem dois modelos de comercialização do produto: orgânico e inorgânico. Pires esclarece que as principais diferenças entre ambos é a duração e a gama de cores. “Os orgânicos existem em todas as cores imagináveis, contudo justamente por serem orgânicos degradam facilmente em exposição ao sol. Por este...

Processo digital gera 95% de economia com papel e aumenta oportunidades de negócios

O uso de tablets com aplicativos específicos para a função de agente de crédito reduziu os custos da instituição em R$ 4 mil por mês, além de ganhos com a sustentabilidade. Sustentabilidade é um dos termos que está em alta e vem sendo usado por diversas empresas. Contudo, mais que falar é preciso aplicar esse conceito no dia a dia e transformá-lo em realidade. O agente de crédito Anderson Ricardo Correa passou pela experiência de ser mais sustentável e aprovou. Até pouco tempo atrás a rotina dele era sair da agência onde trabalha com uma pasta cheia de papéis, que deveriam ser preenchidos com dados de novos clientes. “Antes era muito trabalhoso, pois quando a gente voltava para a empresa tinha que digitar no computador todas aquelas fichas escritas na rua. Agora é muito mais fácil”, aponta Correa. Outra dificuldade apontada por Correa eram as cópias dos documentos dos clientes e dos avalistas, exigidas para operações de empréstimo. “Muitas vezes, o cliente não tinha a cópia e precisava levar as folhas até a agência, o que atrasava todo o processo de liberação do dinheiro”, conta o agente. Mas tudo isso é passado para todos os colaboradores do BluSol, instituição que oferece crédito ao empreendedor de micro e pequenos negócios, que há dois anos iniciou o processo de digitalização com o uso de tablets. O primeiro passo foi chamar o responsável pela tecnologia da informação, Elon Thiem, para apontar uma solução para essa situação, que gerava um gasto muito grande com o uso de papel, tinta e até mesmo energia. Para melhorar o processo, Thiem explica que cada agente de...

CARF isenta empresas de tributação por créditos fiscais de ICMS

Conforme decisão do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf), as empresas não tem obrigação de pagar PIS e Cofins sobre créditos de ICMS provenientes de benefícios fiscais. Os incentivos concedidos sob a forma de créditos fiscais devem ser levados em conta apenas para a redução do imposto estadual devido, ou seja, tais valores não podem ser considerados como faturamento para efeitos de tributos federais. Segundo o advogado especialista em Direito Tributário, Marco Aurélio Poffo, do escritório BPHG, de Blumenau (SC), os benefícios fiscais de ICMS concedidos pelos estados visam o crescimento de determinada atividade econômica, evitando que tais empresas procurem um menor custo produtivo ou logístico em outros estados. “É legítimo o direito dos contribuintes, porque estes benefícios fiscais não entram em forma de dinheiro no caixa da empresa. Não representam entrada de moeda, mas sim, de créditos fiscais, que acabam reduzindo o custo de ICMS”, afirma. No caso de Santa Catarina, os Tratamentos Tributários Diferenciados, chamados TTDs, são concedidos neste sentido, ou seja, para fortalecer o crescimento de algumas empresas ou setores da economia, principalmente as que importam ou exportam produtos, com a diminuição do valor de ICMS pago na importação e na revenda, ocasionando diminuição do custo do produto aqui produzido ou revendido. “A empresa local desembolsa menos ICMS do que se importasse o mesmo produto através de uma filial situada em outro estado, por exemplo,” considera Poffo. O apetite do governo brasileiro por uma arrecadação maior de tributos impede que as empresas tenham uma segurança jurídica maior na hora de calcular o preço de seus produtos. “Se o Fisco concordasse com a ausência de tributação neste...

Bierland expõe seus rótulos em feira mundial

A Cervejaria Bierland estará presente em um dos maiores eventos de alimentos e bebidas do mundo, a SIAL Brazil 2014 (Salão Internacional da Alimentação para a América Latina). Inspirada na SIAL Paris, a versão nacional da feira, que acontece de 24 a 27 de junho, no Expo Center Norte em São Paulo (SP), reúne empresas nacionais e inteacionais, que apresentarão inovações e tendências para o varejo e o food service. Para o sommelier de cervejas da Bierland Rubens Deeke, participar do evento faz parte da estratégia de crescimento da Bierland. “Além de fortalecer nossa marca no mercado nacional, teremos a oportunidade de projetar nossas cervejas em escala mundial através de uma vitrine inteacional. Ampliar os relacionamentos com os nossos clientes, reforçar a parceria com os distribuidores e prospectar novos negócios estão entre os principais objetivos da Bierland durante a feira em 2014”, afirma. Para o evento, a cervejaria blumenauense apresentará ao público os seus premiados rótulos: Blumenau, Pilsen, Weizen, Pale Ale, American Red Ale, Vienna, Bock, Belgian Blond Ale e Imperial Stout. Sobre a Bierland Localizada em Blumenau (SC), a Cervejaria Bierland surgiu da iniciativa de três sócios. Foi inaugurada em agosto de 2003, e traduzindo do alemão, o nome significa “Terra da Cerveja”, uma homenagem à cidade onde está localizada. Atualmente a Bierland produz dez tipos de cerveja: Blumenau, Pilsen, Weizen, Belgian Blond Ale, Pale Ale, Vienna, Bock (sazonal), Imperial Stout, Strong Golden Ale e o lançamento American Red Ale. As bebidas da cervejaria blumenauense podem ser encontradas em todos os estados das regiões Sul e Sudeste, além de outras regiões, tais como Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso...

Asma entre as doenças que mais causam internações

Dia Nacional de Combate à Asma alerta para os perigos da doença respiratória que se manifesta com mais frequência neste período do ano. A Organização Mundial de Saúde (OMS) aponta que aproximadamente 300 milhões de pessoas sofrem de Asma. Já no Brasil, dados do Sistema Único de Saúde (SUS) registram que 10% da população possuem a doença, que também é a terceira principal causa de internação hospitalar. Durante as baixas temperaturas de inverno, os sintomas tendem a se manifestar com mais intensidade, por isso o Dia Nacional de Combate à Asma – 21 de junho – lembra sobre a importância de tomar os devidos cuidados para evitar agravamentos nesta época. A Asma consiste no estreitamento de canais de ar dos pulmões, os chamados brônquios, o que dificulta a respiração, causando tosse seca, chiado e sensação de aperto no peito. É uma doença que pode surgir desde a infância e que não tem cura, mas possui tratamento que, na maioria dos casos, permite vida normal, evitando as crises e gravidades. O pneumologista do Hospital Dia do Pulmão, Dr. Mauro Kreibich, explica que a Asma pode ser classificada em quatro categorias, conforme sintomas e agravamentos: Grau 1, quando os sintomas são leves e ocorrem apenas em dois dias por semana ou em duas noites por mês; Grau 2, quando os sintomas são leves, mas persistentes, e se manifestam mais de duas vezes na semana; Grau 3, quando os sintomas são persistentes, mas moderados, e ocorrem uma vez por dia e até mais de uma noite na semana; Grau 4, quando os sintomas são graves e persistentes, e acontecem várias vezes ao...

Presse - Todos os Direitos Reservados

Desenvolvido por: