Qualidade da água das piscinas: cuidados necessários neste verão

Qualidade da água das piscinas: cuidados necessários neste verão

Uma piscina contaminada pode não apresentar sinais, mas pode trazer vários problemas para a saúde. Veja alguns cuidados a serem tomados, para que a diversão não se transforme em um problema. O verão traz a utilização muito maior de piscinas e naturalmente, um aumento na preocupação com a qualidade da água nestes locais. Seja em piscinas particulares, parques aquáticos e clubes, sempre devemos ter uma precaução quanto a qualidade da água. A água das piscinas pode transmitir uma série de doenças e problemas, se não for tratada e analisada da forma correta. Normalmente, clubes e parques aquáticos aparentam uma água limpa e cristalina, mas nem sempre isto significa que ela esteja totalmente própria para banho e livre de bactérias ou doenças transmissíveis. Muitas vezes, os riscos da água da piscina não são visíveis. Ela pode estar cristalina e ao mesmo tempo, contaminada. Por isso, é fundamental que seja feita a análise da água, através de um laboratório devidamente certificado, pois ela indicará as anormalidades relacionadas ao tratamento da água e principalmente, de que forma eles podem ser tratados e evitados. “Além disso, é necessário que, além do tratamento físico da água, também seja feito o tratamento químico da mesma, fazendo com que ela atenda aos parâmetros exigidos pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT)”, afirma Patrick Vailatti, diretor e químico da Laboprime, empresa especializada em amostragem e análises físicas, químicas e microbiológicas, em amostras de águas, efluentes, alimentos, materiais e análises de agentes químicos para higiene ocupacional. Análise da água de piscinas A análise da água deve ser feita mensalmente por um laboratório especializado, mas também deve haver um...
Programa de treinamento em TI para pessoas com deficiência é lançado em Blumenau

Programa de treinamento em TI para pessoas com deficiência é lançado em Blumenau

SESI, SENAI e Philips, formam parceria inédita e lançam treinamento em TI para pessoas com deficiência. O Sesi e o Senai, em parceria inédita com a Philips, elaboraram um programa de capacitação profissional na área da tecnologia da informação voltado exclusivamente para pessoas com deficiência de Blumenau e região. O programa já está com as inscrições abertas, e podem participar pessoas com deficiência a partir de 16 anos, que estejam cursando o ensino médio ou reabilitados do INSS. O prazo se encerra no dia 15 de janeiro. A iniciativa terá duração de um ano, de fevereiro a dezembro de 2019, e inclui módulos de desenvolvimento técnico e comportamentais, assim como visitas técnicas à Philips, totalizando uma carga horária de 550 horas de estudo. As aulas serão realizadas no laboratório de informática do Senai, de segunda a quinta-feira, das 18h30 às 22h. Paula Andrade, gerente de Recursos Humanos da Philips, explica as razões da iniciativa: “A unidade da Philips em Blumenau tem um compromisso constante no desenvolvimento do mercado local e procuramos atrair os melhores profissionais da região. Temos um olhar especial para as pessoas com deficiência e as queremos em condições de igualdade com os demais colaboradores, assim surgiu a ideia de oferecer um curso de capacitação consistente, que prepara o aluno de fato para as exigências do mercado”. O SESI ficou a cargo de desenvolver o conteúdo comportamental, que abrange disciplinas como etiqueta, comunicação interpessoal e atendimento ao cliente. Já o SENAI foi encarregado de desenvolver os módulos técnicos, que vão desde fundamentos da computação até programação, passando por uma série de assuntos que o futuro profissional encontrará...
Alunas do SENAI de Blumenau participam do SENAI Brasil Fashion

Alunas do SENAI de Blumenau participam do SENAI Brasil Fashion

A dupla foi selecionada para desenvolver um projeto com a orientação dos profissionais mais renomados do mundo da moda brasileira. As alunas, Gabriela Henkels e Milena Ferreira Gardin, estudantes de moda do Senai Blumenau, foram selecionadas para participar do SENAI Brasil Fashion 2018, que iniciou em setembro. Doze duplas do Senai de todo Brasil foram selecionadas para vivenciar um percurso sob a orientação de profissionais renomados do mundo da moda no Brasil como, Ronaldo Fraga, Alexandre Herchcovitch, Lino Villaventura e Lenny Niemeyer. As duplas eram compostas por uma estilista e uma modelista, que deveriam criar, desenvolver e apresentar uma minicoleção de três looks no fim do projeto com base no tema “Todo mundo tá na moda”. Os primeiros encontros aconteceram nos dias 11 e 12 de setembro. Além de apresentar os projetos, participar de palestras e conhecer os profissionais na Unidade Riachuelo do SENAI CETIQT, as duplas fizeram uma visita ao setor de figurinos dos estúdios Globo. Já nos dias 3 e 4 de outubro, em outro encontro, os estudantes apresentaram os protótipos da minicoleção para serem avaliados pelos orientadores. A partir daí, começou a produção final. O grande dia, um desfile com modelos internacionais na passarela e também modelos que vão representar a diversidade de público. O evento aconteceu no dia 22 de novembro, no Espaço Ação Cidadania, na cidade do Rio de Janeiro. As alunas, Gabriela e Milena, criaram a coleção “Narrativas da Pele”, inspirada nas diferenças que a pele de cada pessoa pode ter, sejam cicatrizes, marcas de nascença, estrias, entre outras, e na beleza de cada diferença. “Ter participado deste evento nos trouxe ainda mais...
88 jovens e adultos concluíram nesta sexta-feira a formação básica por meio do SESI Blumenau

88 jovens e adultos concluíram nesta sexta-feira a formação básica por meio do SESI Blumenau

Na última sexta-feira (30), cerca de 88 jovens e adultos concluíram a formação básica por meio do SESI. Os estudantes celebraram a formatura no ensino médio, tanto na Educação de Jovens e Adultos (EJA), quanto na EJA Profissionalizante, que integra ensino médio com cursos de qualificação profissional do SENAI. A Coordenadora de Educação do SESI Regional Vale do Itajaí, Rocheli Rita Ronchi, comenta que o programa Educação de Jovens e Adultos do SESI se propõe a desenvolver atitudes que contribuam com a qualidade de vida das pessoas. “A formação promove a valorização profissional do aluno, sua inserção produtiva e social, por meio do efetivo exercício da cidadania, e possibilita a cultura empreendedora e as noções de responsabilidade social”, afirma. Para Maria Tereza, as razões para implementar o programa estão amparadas na necessidade da indústria e da sociedade de ter profissionais com sólida educação básica e com níveis cada vez mais elevados de qualificação profissional. Desde 2016, o SESI passou a oferecer a EJA Profissionalizante, que visa a elevação da escolaridade básica e a qualificação profissional de trabalhadores da indústria. Em Santa Catarina, não concluíram a educação básica 291.226 mil trabalhadores da indústria, segundo os dados da Relação Anual de Informações Sociais (RAIS) de 2017, o que corresponde a 39% da força de trabalho do setor. O número de trabalhadores com escolaridade básica completa cresceu 11 pontos percentuais até 2017 (71,1%), se comparado com o índice em 2011 (60,4%). Em todo Estado mais de 3,8 mil catarinenses serão formados até o fim deste ano.   Mais informações: Presse Comunicação Empresarial – Assessoria de Imprensa Blumenau – Santa Catarina (47) 3041-2990...
Empresa espanhola investirá cerca de R$ 400 milhões em usinas fotovoltaicas no Brasil

Empresa espanhola investirá cerca de R$ 400 milhões em usinas fotovoltaicas no Brasil

A espanhola Gas Natural Fenosa, empresa de gás natural e energia elétrica, investirá em dois empreendimentos fotovoltaicos em Minas Gerais, que somam 83 MWp. Além do alto investimento, logística para a instalação das usinas chamou atenção. A empresa espanhola Gas Natural Fenosa, que já controla outras concessionárias no Brasil, venceu mais uma licitação para dois projetos fotovoltaicos, em Minas Gerais. Com o novo investimento, prevê um aumento de 5% na área de distribuição de gás natural no Brasil, ainda neste ano. Os empreendimentos fotovoltaicos serão em Guimarânia e, somados, gerarão 83 MWp, em Minas Gerais. O investimento total será de aproximadamente R$ 400 milhões e a expectativa é que a produção comece no quarto trimestre deste ano. As usinas terão potência de 82,54 MWp e gerados pela combinação de 249 mil painéis solares. Além de 2.760 seguidores solares, 62 inversores e 32 transformadores de meia tensão. A logística para os empreendimentos chama a atenção. As placas solares vieram da China e foram transportadas pela DC Logistics Brasil. Ao todo, o processo durou três meses e 16 dias, desde o primeiro embarque, na China, até Guimarânia (MG), destino final. Foram transportados 248 contêineres de 40 pés, com uma média de 720 placas solares por contêiner e 30% dos painéis são de fabricação Brasileira. Para a importação e transporte dos materiais, a DC Logistics Brasil realizou toda a logística necessária, desde o embarque internacional, passando por remoção das unidades para zona secundária em Santos (SP) até a entrega dos contêineres ao destino final. “Foi um projeto bastante desafiador, pois em três meses realizamos toda a entrega, desde a China até Minas...

Presse - Todos os Direitos Reservados

Desenvolvido por: