Maior open mall gastronômico do Estado inaugura em setembro

Maior open mall gastronômico do Estado inaugura em setembro

Com mais de 5 mil m² e 28 espaços para restaurantes, o Wila Gastronômica será inaugurado no próximo mês em Blumenau. Com mais de 5 mil m² e 28 espaços para restaurantes, o Wila Gastronômica será inaugurado em Blumenau no dia 13 de setembro. O empreendimento, caracterizado por ser o maior open mall gastronômico do Estado, está localizado na região norte de Blumenau, no início da rua Dr. Pedro Zimmermann, no bairro Itoupava Central. O Wila propõe um projeto diferenciado aos visitantes. Com um ambiente ao ar livre e paisagismo ecossustentável, a infraestrutura é pensada no conforto do público. O empreendimento se inspirou nos padrões internacionais de open mall gastronômicos, visando uma maior interação do público com a natureza e uma opção diferenciada de entretenimento com espaços ao ar livre e paisagismo exuberante. Praticamente todos os espaços já estão ocupados e o público terá opções diferenciadas de alimentação. “Nosso propósito é agradar todos os paladares, do mais sofisticado ao mais simples. Todas as opções serão de máxima qualidade”, afirma Bozzani Junior, empresário à frente do empreendimento. Além das opções gastronômicas, o Wila vai gerar cerca de 150 empregos diretos e mais de 300 indiretos e promete atrair o público de Blumenau e das cidades vizinhas. “Estamos com uma boa expectativa de público para o local. Por estarmos em uma região estratégica da cidade, de fácil acesso, acreditamos que será um sucesso”, afirma Junior. O Wila funcionará de terça a sexta das 17h às 23h30 e sábados, domingos e feriados das 11h às 23h30. Restaurantes Aos restaurantes, o projeto propõe um segmento diferenciado, com tecnologia aplicada às instalações das lojas,...
Liderança eficiente: segundo pesquisa, mulheres são mais eficientes à frente dos negócios

Liderança eficiente: segundo pesquisa, mulheres são mais eficientes à frente dos negócios

Em recente pesquisa que avalia os critérios de liderança, as mulheres estavam na liderança em 84% das competências avaliadas. Dados de uma pesquisa desenvolvida pela consultoria de desenvolvimento de liderança Zenger/Folkman, que avalia os critérios de liderança, aponta que as mulheres estão na liderança em diversas competências avaliadas, entre elas a capacidade de tomar iniciativas, agir com resiliência, investir no autodesenvolvimento e focar nos resultados, além de demonstrar integridade e honestidade. A análise solicitava aos indivíduos que avaliassem a eficiência de seus líderes em diversos quesitos e concluiu que as mulheres foram avaliadas como mais eficientes em 84% dos critérios. A coach especialista em desenvolvimento de lideranças e certificada pela Marshall Goldsmith Stakeholder Centered Coaching, Carolina Valle Schrubbe, explica que infelizmente, os resultados não condizem com as contratações em grandes empresas no país. “Ainda há muito o que ser feito para que este percentual alcance as empresas contratantes”, diz. Em pesquisa feita pelo Instituto Ipsos em parceria com os jornais Valor Econômico, O Globo, as revistas Época, Marie Claire e a ONG Will (Women in Leadership in LatinAmerica), sobre “Mulheres na Liderança”, 52% dos CEOs afirmam que o tema é prioritário, mas somente 26% das empresas que responderam a pesquisa possuem uma área dedicada a igualdade de gênero. “Há um grande interesse das empresas em exercer a igualdade dentro de suas organizações, porém, é preciso aplicar políticas eficientes e efetivas, para que o interesse saia do papel”, comenta Carolina. Entre 1997 e 2018, a presença feminina em cargos de liderança nas 150 melhores empresas para se trabalhar no Brasil, evoluiu de 11% para 42%. A especialista em desenvolvimento de...
Santa Catarina é bronze no mundial de profissões

Santa Catarina é bronze no mundial de profissões

Além da dupla catarinense que conquistou medalha de bronze no mundial, outros cinco catarinenses conquistaram certificados de excelência, destinados aos competidores que ficaram acima da média em cada ocupação. Encerrada nesta terça-feira (27), na Rússia, a 45ª WorldSkills Competition, premiou com medalha de bronze os estudantes do SENAI/SC Raissa Marcon Constante e Jean Carlos Nicoletti Novak (de Florianópolis), na categora Segurança Cibernética. Outros cinco catarinenses, entre eles, dois blumenauenses, conquistaram certificados de excelência, destinados aos competidores que ficaram acima da média em cada ocupação. Com esses desempenhos, eles contribuíram para que o Brasil chegasse à terceira posição na classificação geral, mantendo-se há sete edições consecutivas entre os cinco melhores em educação profissional do planeta. Os cinco catarinenses que conquistaram medalha de excelência também superaram a marca de 700 pontos em 800 possíveis. São eles Gabriel Ribeiro (Blumenau, 4º colocado em Soluções de Software para Negócios), Allan Scholze (São Bento do Sul, 7º em Fresagem CNC), Eduardo Hermann (Blumenau, 7º em Gestão de Sistemas de Redes TI), Gabriel Hoffmann (Palhoça, 8º em Manutenção de Aeronaves) e, todos do SENAI, além Isadora Berti Guedes Pereira (Tubarão, 9ª em Estética e Bem-Estar), que é do SENAC. Em 73% das ocupações, os brasileiros estabeleceram um padrão de excelência. “Para minha carreira profissional isso representa visibilidade. Hoje eu tenho um trabalho e isso vai me dar visibilidade dentro e fora dele, em nível mundial”, disse Raissa. “Espero que sirva de inspiração para outros alunos do SENAI, porque a segurança cibernética está crescendo muito no Brasil”, destacou. Ela espera que em Shangai-China (em 2021) o representante brasileiro consiga um resultado ainda melhor. Para seu colega...
Antes da Lei 13.786, juros de mora em rescisão contratual imotivada requerida por comprador contam do  trânsito em julgado

Antes da Lei 13.786, juros de mora em rescisão contratual imotivada requerida por comprador contam do trânsito em julgado

Em recente decisão, o STJ decidiu que para contratos firmados antes da vigência da Lei 13.786, em caso de rescisão imotivada pelo comprador, os juros de mora devem incidir a partir do trânsito em julgado da decisão. Recentemente, a segunda seção do Superior Tribunal de Justiça, decidiu, em sede de recurso repetitivo, acerca da data de início dos juros de mora para as hipóteses de resolução de contratos não regidos pela Lei 13.786/2018, estabelecendo que “Nos compromissos de compra e venda de unidades imobiliárias anteriores à lei em que é pleiteada a resolução do contrato por iniciativa do promitente comprador de forma diversa da cláusula penal convencionada, os juros de mora incidem a partir do trânsito em julgado da decisão”. De acordo com a ministra Isabel Gallotti, cujo voto foi aprovado pela maioria dos integrantes da seção julgadora, quando o comprador rescinde imotivadamente e de forma unilateral o contrato de compra e venda de imóvel, a mora na devolução dos valores pleiteados diversos daqueles estabelecidos em cláusulas contratuais só poderá incidir a partir do trânsito em julgado da decisão, vez que não existe culpa da incorporadora pela rescisão procedida por inciativa do consumidor. A ministra deixou claro no acórdão, entretanto, que para os contratos firmados sob a Lei 13.786 deverá ser aplicada a regra geral para obrigação de origem contratual, com a fluência dos juros de mora a partir da citação, nos termos da legislação civil vigente. O que muda com essa decisão? De acordo com o advogado Rafael Amaral Borba, sócio da BPH Advogados (Blumenau/SC), os efeitos da tese firmada em processo representativo de controvérsia são imediatos. “Após...
Soluções tecnológicas no ramo de impressão digital

Soluções tecnológicas no ramo de impressão digital

Antiga Baumgarten Gráfica comemora um ano de fusão com o Grupo All4Labels e planeja faturamento de EUR 1 bilhão por ano até 2025. Em um mundo cada vez mais competitivo e digital, atuar em segmentos diversificados e tecnológicos tem se tornado cada vez mais comum entre empresas de diversos setores. Um exemplo de setor que vem ganhando destaque é o de impressão digital, que apresenta características de baixas tiragens, imprescindível para os dias atuais, em que há aumento por pedidos de impressão, mas em quantidades menores das que eram solicitadas, uma vez que o número de versões dos produtos é cada vez maior e as empresas buscam trabalhar com estoques baixos, privilegiando a produção seguida pela demanda. O vice-presidente executivo e diretor geral da All4Labels Latam, Fernando Gabel, explica que a impressão digital de rótulos não substituirá as tecnologias convencionais, ela será um complemento essencial para as tiragens menores, agregando valor e vantagem para as empresas. “A impressão digital está totalmente ligada às novas tecnologias, e as empresas atuantes neste segmento devem estar atentas a estas novas possibilidades de investimento. Nosso grupo é o que mais imprime digital no mundo, o que nos permite maior eficácia e melhora no atendimento aos clientes. Além disso, continuamos investindo fortemente em equipamentos e softwares aqui no Brasil, e recentemente compramos uma nova impressora digital Indigo HP 6900 e uma Nilpeter FA6 para a unidade”, afirma. Processo de internacionalização O processo de internacionalização da Baumgarten iniciou em 2014, quando a blumenauense adquiriu duas unidades na Argentina e no México, fortalecendo sua presença fora do Brasil e ampliando sua estrutura inovadora e moderna de...

Presse - Todos os Direitos Reservados

Desenvolvido por: