5 tendências do Marketing de Conteúdo para 2017

5 tendências do Marketing de Conteúdo para 2017

Joe Pulizzi, do Content Marketing Institute, listou uma lista com cinco tendências para o Marketing de Conteúdo neste ano. 1 – Compra de influenciadores O case do Youtuber Casey Neistat, que angariava seis milhões de seguidores em seu canal e vendeu seu app Beme para a CNN pode se tornar uma prática comum. De acordo com Pulizzi, “basicamente, a CNN está buscando atingir um novo público, o qual acredita que Neistat detém as chaves. Em vez de crescer organicamente uma plataforma ou encontrar um líder dentro de suas esferas, a CNN comprou Neistat e sua equipe por US$ 25 milhões”. 2 – Content Marketing como mecanismo de defesa Um conselheiro de Donald Trump, Steve Bannon, ex-presidente da Breitbart.com, e a marca Kellog´s travaram uma disputa acirrada recentemente. Com um grande público, o portal de notícias criou uma campanha contra a Kellogg’s após a marca suspender a publicidade no site, quando Bannon foi nomeado para o governo Trump. Como qualquer empresa combate uma situação quando uma organização com um grande público vem atrás dela? Pulizzi apontou que este tipo de ação da Breitbart e outras empresas de mídia contra marcas só se multiplicará em 2017. A única maneira para as empresas vencerem a batalha é criar seu próprio público, grande e leal. 3 – Reclamações contra as redes sociais Influenciadores e empresas têm reclamado das constantes mudanças de algoritmos de redes como Youtube e Facebook. Para Joe Pulizzi, em 2017, haverá mais publicidade em plataformas de mídia social e menos orgânica. “Naturalmente, o compartilhamento de mídia social pode acontecer, mas a marca não precisa estar presente nessa plataforma para isso”,...

Presse - Todos os Direitos Reservados

Desenvolvido por: