CartonDruck apresenta soluções para embalagens mais seguras

Acabamentos como holografia localizada e vernizes termocrômicos, fluorescentes e fosforescentes garantem segurança contra falsificações.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), a falsificação de medicamentos representa 10% do volume mundial de remédios comercializados. No Brasil, segundo dados do Ministério da Justiça, a adulteração de medicamentos movimenta US$ 10 bilhões por ano. De janeiro a março de 2011, a Agência de Vigilância Sanitária (Anvisa) retirou do mercado mais de 170 toneladas de medicamentos, sem registros, falsificados ou com prazo de validade vencido. É um problema global de saúde pública, que pode matar, incapacitar e ferir adultos e crianças.

A boa notícia é que para conter as falsificações de remédios, o mercado já dispõe de algumas soluções eficazes. A CartonDruck, especializada em embalagens em papel cartão com alto valor agregado, oferece holografia localizada, um acabamento de precisão para o qual a empresa investiu cerca de R$ 4 milhões em um novo equipamento de hotstamping. A solução é muito utilizada em produtos farmacêuticos de padrão superior.

Outra alternativa oferecida pela CartonDruck é o verniz fosforescente, que brilha no escuro e permite aos clientes conferir em casa se o medicamento adquirido é mesmo original. O processo pode ser aliado a outro, como a holografia localizada, para garantir ainda mais segurança. O verniz fluorescente é outro tipo de acabamento que dificulta a falsificação, e permite que o cliente confira em uma luz negra a autenticidade do produto. Ainda na linha de vernizes, a empresa também oferece o termocrômico, considerada a forma mais prática para o cliente saber se o produto é original. Ele reage ao calor do corpo, ao passar os dedos sobre determinada área da embalagem, por exemplo.

Além disso, a CartonDruck também dispõe de um acabamento inovador de microtexto, que a olho nu parece apenas uma estampa, mas com uma simples lupa ou um conta fio é possível decifrar o seu conteúdo. A técnica já é utilizada em cédulas de dinheiro, como a nota de R$ 20,00.

A diretora de marketing da CartonDruck, Ticiana B. Vieira, explica que para evitar as falsificações, o mais indicado é combinar mais de uma técnica em uma mesma embalagem. “A Casa da Moeda já faz isso com cédulas de valor muito inferior a medicamentos caros, reunindo técnicas como o microtexto, holografia e papel especial”, comenta. De acordo com Ticiana, a CartonDruck conta com um equipe especializada para avaliar o projeto do cliente e propor as melhores ideias, técnicas e métodos avançados contra a falsificação de embalagens.

Sobre a CartonDruck

A empresa se destaca com tecnologia de vanguarda e é especializada no desenvolvimento de embalagens com alto valor agregado em papel-cartão para a indústria cosmética, alimentícia, farmacêutica, de higiene e limpeza.

Com regras rígidas para projetos sigilosos de desenvolvimento de novos produtos, todas as etapas da produção na CartonDruck são próprias, desde a pré-impressão até o acabamento. Além disso, a empresa mantém, em uma estrutura de 15 mil m², estoques para situações de emergência e se destaca pelo compromisso ao atendimento dos prazos estipulados.

“Oferecemos mais que produtos, oferecemos serviços de excelência”, destaca o presidente da CartonDruck, Hercílio Baumgarten. Importante aliada para os bons resultado é a tecnologia empregada nos processos da empresa, que garantem a entrega em qualquer lugar do Brasil dentro dos prazos.

Mais informações no site www.cartondruck.com.br

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Presse - Todos os Direitos Reservados

Desenvolvido por: