Empresa blumenauense realiza gincana para promover solidariedade

Empresa blumenauense realiza gincana para promover solidariedade

Cerca de 70% dos colaboradores e sócios doaram sangue para o HEMOSC de Blumenau, uma das provas da 3ª Gincana de Integração Contax. A empresa Contax Contabilidade e Planejamento Tributário, de Blumenau (SC), realiza pelo terceiro ano consecutivo uma Gincana de Integração, com os objetivos de desenvolver e ampliar os laços de amizade entre os funcionários, além de incentivar o voluntariado e a solidariedade. Todos os colaboradores da empresa estão se unindo para bater recorde nas provas e ajudar ao próximo. “Já estamos na terceira edição da Gincana Contax, e a união e solidariedade dos colaboradores aumenta a cada edição”, destaca a sócia da empresa, Mara Denise Poffo Wilhelm.   Neste ano, as provas foram diversificadas: arrecadação de roupas, livros, ração para animais, brinquedos infantis e doação de sangue para o Hemosc, de Blumenaue também para o Hemepar de Curitiba (PR).De acordo com Mara, “todas as arrecadações realizadas serão entregues em abrigos, instituições carentes e entidades de amparo e proteção aos animais, de diferentes localidades”.   Pela contribuição ao Hemosc, a Contax foi reconhecida como “Empresa Solidária”, batendo recorde de doações de sangue. A sócia da empresa destaca que 70% dos sócios e colaboradores foram praticar o bem doando sangue.   Destino das doações   Mara explica que a roupas que estão sendo arrecadadas serão entregues a quatro instituições carentes de Blumenau. Já os livros serão doados a instituições que ajudam na educação de crianças em Curitiba (PR). As rações para cães e gatos serão entregues a duas casas de apoio e amparo aos animais em Blumenau e Gaspar. As arrecadações de brinquedos, por sua vez, serão distribuídas a...
Empresas tem até o final do mês para enviar o eSocial

Empresas tem até o final do mês para enviar o eSocial

Confira as dicas de uma especialista para não errar com o novo sistema! Aos poucos, o eSocial está se tornando obrigatório. As empresas com faturamento de mais de 4,8 milhões de reais por ano tem até o dia 31 de agosto para completarem a implantação do sistema. As empresas com faturamento inferior a esse valor (micro e pequenas empresas (MPE) e Microempreendedores Individuais (MEI) com empregados têm até o mês de novembro, em que está previsto início da terceira fase do programa, para realizar a adesão. Entenda o novo prazo 97% das empresas com faturamento anual de mais de R$78 milhões já integram o sistema. Mas, as MPEs não conseguiriam aderir à plataforma se o prazo obrigatório fosse somente até julho. De acordo com pesquisa realizada pela Federação Nacional das Empresas de Serviços Contábeis e das Empresas de Assessoramento, Perícias, Informações e Pesquisas (Fenacon), 28,2% das empresas ainda não começaram a implantar o sistema e só 50,6% verificaram se há divergências entre o cadastro interno de funcionários e os bancos de dados do governo. O levantamento aponta que os maiores desafios destacados pelas empresas são: adequação de sistemas (33,9%), resistência organizacional das empresas (33,1%) e  necessidade de efetuar alterações operacionais (17,5%). Saiba como se preparar Com o prazo da obrigatoriedade se aproximando, resta às empresas se prepararem e ajustarem sua rotina ao uso da nova plataforma, que mesmo que ainda não seja obrigatória, já tem dado trabalho aos empresários. “Essa nova plataforma exige que as empresas ou escritórios de contabilidade tenham uma relação muito próxima de seus colaboradores. Mesmo que as mudanças sejam mais vivenciadas nos departamento de recursos...
eSocial passa a valer a partir de julho

eSocial passa a valer a partir de julho

O eSocial – Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas- é uma iniciativa do Governo Federal que visa reunir todas as informações, de forma digitalizada e constantemente atualizada, sobre todos os funcionários das empresas brasileiras. O objetivo, além de unificar dados, é o de evitar fraudes na área trabalhista, fiscal e previdenciária. Apesar do projeto já existir desde 2014, somente a partir do próximo dia 1º de julho a plataforma se tornará obrigatória para empresas com faturamento de mais de 4,8 milhões de reais por ano. As empresas com faturamento inferir a esse valor têm até o mês de novembro, em que está previsto início da terceira fase do programa, para realizar a adesão. Com o prazo da obrigatoriedade se aproximando, resta às empresas se prepararem e ajustarem sua rotina ao uso da nova plataforma, que mesmo que ainda não seja obrigatória, já tem dado trabalho aos empresários. “Essa fase inicial de implementação é a mais temida e também tumultuada. As empresas já devem começar a entregar documentos de todo quadro de funcionários para os seus escritórios de contabilidade e aqueles que possuem algum tipo de irregularidade em sua documentação, como no CPF/PIS, por exemplo, devem se organizar para regularizarem sua situação também dentro do prazo. Porém, após a alimentação do sistema, as coisas ficam bem mais simples, bastando apenas manter o eSocial atualizado, com os acontecimentos referentes a cada colaborado, especificamente”, explica Debora Correa, contadora especialista em gestão tributária, sócia da Contax Contabilidade e Planejamento Tributário. O projeto do Governo Federal vai unificar todas as informações necessárias para a entrega das obrigações trabalhistas, fiscais e previdenciárias,...
Escritório de contabilidade promove workshop sobre o eSocial em Blumenau

Escritório de contabilidade promove workshop sobre o eSocial em Blumenau

Acontece na próxima quarta-feira, dia 13, produzido pelo escritório de contabilidade Contax, de Blumenau, um workshop sobre o eSocial, nova plataforma que será obrigatória a todas as empresas a partir do mês de julho. O evento, destinado a administradores e gestores, tem como objetivo proporcionar conhecimento da plataforma e de suas implicações no dia a dia das empresas. Ministrado pela contadora e advogada, Mara Denise Poffo Wilhelm, o workshop acontecerá no auditório da Acib. A implementação do novo sistema traz importantes mudanças no gerenciamento do setor de Recursos Humanos, refletindo diretamente na gestão interna das empresas, que necessitam adequar-se a essa nova exigência legal. A entrada para o workshop custa um quilo de alimento não perecível ou material de limpeza, que serão doados para instituições de caridade. Serviço – Wokshop eSocial Data: 13/06/18 Horário: 14h Local: Auditório da Acib Endereço: Rua Antônio Treis – Vorstadt – Blumenau. Mais informações: Presse Comunicação Empresarial – Assessoria de Imprensa Blumenau – Santa Catarina (47) 3041-2990 ou 3035-5482 |...
Especialista explica sobre o funcionamento do Programa Especial de Regularização Tributária

Especialista explica sobre o funcionamento do Programa Especial de Regularização Tributária

Com o fim da vigência da Medida Provisória 766/17, que tratava sobre o Programa de Regularização Tributária – PRT, o Governo Federal instituiu por meio da Medida Provisória 783, o Programa Especial de Regularização Tributária – PERT. Publicado no Diário Oficial da União  (DOU) no dia 31 de maio, o programa permite o pagamento de débitos federais de natureza tributária ou não tributária, de pessoas físicas ou jurídicas, inclusive as que se encontram em recuperação judicial, vencidos até 30 de abril de 2017. O PERT, conforme explica a especialista da Contax Contabilidade e Planejamento Tributário, Taynara Moraes, além de proporcionar uma forma diferenciada para parcelamento de débitos, concedeu redução de multas e juros, reduziu o percentual do pagamento à vista para dívidas até R$ 15 milhões, permitiu o parcelamento do valor de entrada e aumentou o prazo para pagamento da dívida. O programa foi regulamentado pela Instrução Normativa RFB 1.711 de 16.06.2017, publicada no DOU em 21 de junho. A adesão ao programa deverá ser feita no site da Receita Federal até o dia 31 de agosto de 2017. Taynara explica que os débitos administrados pela Receita Federal do Brasil (RFB) poderão ser quitados da seguinte forma: Pagamento à vista de, no mínimo, 20% da dívida consolidada sem reduções, em 05 parcelas mensais e sucessivas, e o saldo com créditos de prejuízo fiscal e base de cálculo negativa de Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL) ou com outros créditos de tributos administrados pela Receita Federal. Após a amortização dos créditos, eventual saldo devedor remanescente poderá ser parcelado em até 60 prestações mensais vencíveis a partir do mês seguinte...
Imposto de Renda: cerca de 9 milhões de pessoas ainda não entregaram a declaração

Imposto de Renda: cerca de 9 milhões de pessoas ainda não entregaram a declaração

Estamos na última semana do prazo de entrega da declaração do Imposto de Renda Pessoa Física do ano-base 2016 e mais de 9 milhões de pessoas ainda não entregaram a declaração. Se você recebeu mais de R$ 28.559,70 no ano passado e ainda não realizou a sua declaração, a sócia da Contax Contabilidade e Planejamento Tributário, Mara Denise Poffo Wilhelm, alerta que as multas para quem não declarar partem de 1% do imposto devido por mês de atraso, limitado a 20%, sendo que o valor mínimo é de R$ 165,74, destaca. Deve declarar ainda quem recebeu rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma foi superior a R$ 40 mil; quem obteve, em qualquer mês de 2016, ganho de capital na alienação de bens ou direitos sujeito à incidência do imposto ou realizou operações em bolsas de valores, de mercadorias e de futuros. Também existem regras específicas para o segmento rural, para estes contribuintes rurais, será obrigado a declarar se renda bruta for superior a R$ 142.798,50 no ano. Mara alerta ainda para a importância de ficar atento ao cruzamento de dados que a Receita Federal realiza, evitando, assim, cair na malha fina. Este procedimento, conforme explica a especialista, inclui a troca de informações prestadas por empresas, instituições financeiras, operadoras de cartão de crédito, planos de saúde, médicos, dentistas, cartórios e imobiliárias. “Todas elas são obrigadas a entregar declarações para o Fisco, contendo os dados do contribuinte (CPF) e os valores das referidas transações, sob pena de multa”, alerta a especialista. Mara acrescenta que as declarações enviadas por diversos órgãos/instituições também são confrontadas com as declarações...

Presse - Todos os Direitos Reservados

Desenvolvido por: