Ensino médio integrado: SESI e SENAI estão com matrículas abertas

Ensino médio integrado: SESI e SENAI estão com matrículas abertas

A partir de 2020, o SESI e o SENAI estarão ofertando o ensino médio integrado, onde os estudantes terão formação técnica ou profissional em um único turno. O SESI e SENAI estão integrados na oferta de ensino médio em Santa Catarina, estando o SESI responsável pela educação básica e o SENAI pelo conteúdo profissionalizante. Os estudantes terão acesso a metodologias e tecnologias educacionais diferenciadas como games educativos, atividades “mão na massa” e robótica. E, a partir do próximo ano as duas maiores redes de educação da América Latina, estarão ofertando o ensino médio integrado, onde o estudante terá uma formação técnica ou profissionalizando em único turno. “O objetivo da inclusão deste modelo é integrar os estudantes e os preparar para o mercado de trabalho, sempre priorizando a qualidade do ensino”, afirma a Gerente Executiva SESI SENAI,  Dalila Leite Mendonça de Carvalho. O novo modelo integrado funcionará da seguinte forma: O estudante se matricula em um itinerário formativo que melhor se adapta ao seu perfil – Desenvolvimento de Sistemas, Ciências da Natureza ou STEAM (Ciência, Tecnologia, Engenharia, Artes e Matemática). No 1º ano do Ensino Médio, o estudante participa do módulo Iniciação ao Mundo do Trabalho, que contribui para a escolha da profissão e a construção de um projeto de vida e carreira. No 2º ano, o estudante inicia o Curso Técnico, agregando ao seu currículo escolar uma certificação intermediária de qualificação profissional. Ao final do 3º ano, o estudante conclui o Ensino Médio, com itinerário profissional da sua escolha. As matrículas já estão abertas e podem ser realizadas na unidade do SENAI Blumenau (Rua São Paulo, nº 1147, bairro...
Chocolates e pescados impulsionarão as importações e exportações nos próximos meses

Chocolates e pescados impulsionarão as importações e exportações nos próximos meses

Para o setor logístico, a Páscoa já começou  e movimentará o comércio exterior até o fim de 2019. O ano ainda nem terminou e a Páscoa 2020  já está movimentando o setor logístico.No Brasil, esta época dá início aos pedidos de importação de pescados e de exportação de chocolates, de diferentes regiões do mundo para que cheguem a tempo da Páscoa. Conforme explica Guilherme Mafra, diretor da DC Logistics Brasil, geralmente, os pedidos são negociados entre novembro e dezembro, para serem embarcados entre o final e início do ano, permitindo o tempo de transporte sem problemas, que leva em torno de 40 dias, dependendo da região. Segundo dados divulgados pela Superintendência de Comunicação Corporativa da Autoridade Portuária de Santos, a movimentação de cargas nos portos brasileiros está em alta. Sendo que, o porto de Santos, o maior do Brasil,  bateu o recorde após atingir o total de 11.576.036 toneladas, ultrapassando uma média de 5%, sendo o maior registro para a período. A tendência para o final deste ano é um crescimento expressivo. Movimentação de cargas O transporte marítimo é o mais utilizado para transportar o chocolate e o pescado. Ambos os produtos devem ser transportados em contêineres refrigerados e adequados, garantindo a higiene e segurança da mercadoria. “Quando chegam ao destino, os produtos são distribuídos para diversas regiões. É um processo minucioso e delicado já que estamos trabalhando com alimento perecível e precisamos levar a garantia e qualidade ao consumidor final”, afirma Mafra. Importação de pescados Apesar do grande potencial de pesca do Brasil, cerca de 60% dos peixes consumidos são oriundos de países da América do Sul, Ásia...
AVC: é fundamental reconhecer os sintomas para reduzir o risco de sequelas

AVC: é fundamental reconhecer os sintomas para reduzir o risco de sequelas

Especialista aponta alguns sinais de alerta e explica quais os tipos de derrames cerebrais Atualmente, uma das principais causas de mortalidade e sequelas no Brasil, segundo o Ministério da Saúde, é o acidente vascular cerebral (AVC), conhecido popularmente por derrame cerebral. Estima-se que cerca de 100 mil pessoas por ano venham a óbito por conta da doença. O AVC não apresenta sinais antes de acontecer e pode ser súbito, por isto é fundamental estar atento aos sintomas para evitar o risco de sequelas. Segundo a neurocirurgiã, Danielle de Lara, que atua no Hospital Santa Isabel (Blumenau/SC), a doença pode ser evitada adotando um bom estilo de vida e uma alimentação balanceada. De acordo com a especialista, o AVC ocorre a partir da alteração do fluxo de sangue ao cérebro e, entre os principais fatores de risco, estão a hipertensão arterial descontrolada, diabetes, sedentarismo, obesidade e colesterol alto. Há dois tipos de derrames cerebrais que ocorrem com mais frequência, são eles: – Acidente Vascular Isquêmico – Ocorre quando há interrupção do sangue que chega ao cérebro, provocada pela obstrução dos vasos sanguíneos. – Acidente Vascular Hemorrágico – ocorre quando há a ruptura de uma artéria ou veia no cérebrao, causando hemorragia dentro do tecido cerebral. “Vale lembrar que o derrame cerebral é súbito, porém na maioria dos casos é possível identificar alguns sinais de alerta, como, dificuldades de fala, fraqueza em um dos lados do corpo, perda de equilíbrio e dor de cabeça súbita, que indicarão a necessidade de procurar por ajuda médica”, alerta a especialista. Pessoas de todas as idades podem sofrer um AVC, porém, o risco aumenta para...
Casa da Esperança recebe doação de aplicativo blumenauense

Casa da Esperança recebe doação de aplicativo blumenauense

A cada download e cadastro do IndiqueAí, serão doados R$5,00 para a instituição beneficente.    Com o objetivo de doar R$15 mil reais para as crianças da Sociedade Casa da Esperança de Blumenau, o aplicativo para contratação de serviços residenciais, IndiqueAí, lançou uma campanha de doação para a instituição. Até o dia 20 de outubro, serão doados R$5,00 reais para cada cadastro que as pessoas fizerem e que comentarem que conheceram o software pela instituição beneficente. O aplicativo está disponível para Android e iOS. O sócio e desenvolvedor do aplicativo IndiqueAí, Felipe Bittencourt, destaca que a ação surgiu com uma proposta diferente. “Nós já conhecemos a Casa da Esperança há alguns anos e como estamos lançando a primeira campanha de marketing do IndiqueAí, pensamos que em vez de simplesmente doar um valor para contribuir com a entidade, nós vamos doar R$5,00 para cada instalação do nosso aplicativo, até atingir o limite de 3 mil cadastros. É um empreendedorismo social, podemos contribuir e doar a quem mais precisa”, diz. Como contribuir? Para ajudar a instituição, é só fazer o download gratuito nas lojas de aplicativos para Android e IOS, ou no site www.indique.ai. Na tela que pede o código de SMS, o usuário precisa responder que conheceu o aplicativo por meio da Casa da Esperança. “E, pronto, no final da promoção doaremos o valor para entidade. Além de fazer o bem a milhares de crianças, as pessoas ainda terão uma ferramenta que promete facilitar a sua vida”, destaca Bittencourt. Sobre o aplicativo IndiqueAí Desenvolvido pela empresa Lilium, o IndiqueAí reúne contatos de prestadores de serviços de Blumenau e de todo o Brasil em um...
Brasil tem potencial oculto no setor têxtil, de acordo com especialista da área

Brasil tem potencial oculto no setor têxtil, de acordo com especialista da área

Palestrante do Febratex Summit, Paulo Vaz, faz análise do setor têxtil brasileiro e aponta caminhos para a indústria prosperar. O diretor geral da Associação Têxtil e Vestuário de Portugal (ATP) e vice-presidente do Conselho de Administração da Associação Seletiva de Moda, Paulo Vaz, é um dos palestrantes do Febratex Summit, que ocorre nos dias 6 e 7 de novembro, em Blumenau. Para o especialista, “a indústria têxtil brasileira continua a ser uma das mais importantes do planeta, pela sua escala e pela sua diversidade, possuindo empresas de referência e dimensão internacional. Tem, contudo, um potencial oculto, que a maioria do mundo desconhece, pela simples razão de que não é exportadora e não está internacionalizada”. Vaz compara as dimensões entre Brasil e Portugal e aponta o descompasso da indústria têxtil nacional. “Por incrível que pareça, a indústria têxtil e do vestuário brasileira exporta menos que a portuguesa, sendo que Portugal tem 5% da população do Brasil. Há alguma disfunção nesta realidade, que se torna incompreensível”, destaca. Para o especialista, há a percepção de que “a indústria têxtil brasileira esteve quase sempre mais concentrada em se proteger do exterior do que em realizar os investimentos necessários para o aumento da sua competitividade, inovação e internacionalização”. De acordo com Vaz, dessa forma, “faixas importantes da indústria têxtil brasileira, ao abrigo de políticas públicas protecionistas, perderiam muita competitividade e, em caso de concorrência aberta com outros exportadores mundiais, ficariam seriamente debilitadas”.   Pontos positivos Vaz sugere que o Brasil explore dois ativos importantes. “O ‘lifestyle’ brasileiro, bem visto no mundo, associado à beleza, ao desporto e à natureza, que pode diferenciar positivamente os...
Outubro Rosa: um compromisso com a saúde da mulher

Outubro Rosa: um compromisso com a saúde da mulher

Aproximadamente 65% das mulheres identificam o câncer de mama casualmente e 35% através do autoexame mensal.   Lidiane Cristina Nitsche é médica com especialização em geriatria e medicina paliativa, mãe de gêmeos, atua no Serviço de Atenção Domiciliar da Unimed Blumenau e no setor de oncologia do Hospital Santa Catarina de Blumenau. Aos 35 anos, foi diagnosticada com câncer de mama de maneira aleatória, com o autoexame. “Palpei uma nodulação em uma das mamas e naquela mesma semana já fiz todos os exames indicados. Dez dias depois recebi o diagnóstico e eu estava com câncer de mama”, conta. Ela lembra que sendo médica, ou não, a ansiedade por uma resposta pelo resultado do exame é inerente. “Ser médico nessas horas têm os seus dois lados: o negativo por enxergar todos os cenários, inclusive os mais sombrios, e o positivo, por ter o conhecimento técnico de que a taxa de cura supera os 95% quando o diagnóstico é precoce”. “O momento do diagnóstico foi muito impactante para mim, mas aos poucos as coisas foram fluindo e passei a enxergar a doença como uma oportunidade de crescimento pessoal, profissional e espiritual. Hoje, posso afirmar que meu olhar é ainda mais empático e entregue aos meus pacientes, pois eu sei o que de fato eles sentem com o diagnóstico da doença”, conta. Ela reforça que além das medidas preventivas como alimentação adequada, atividade física e controle do peso, o autoexame das mamas associado aos exames de rastreio (mamografia e/ou ultrassom das mamas) são de extrema importância para o diagnóstico precoce e melhores perspectivas de tratamento. Lidiane se emociona ao contar que já...

Presse - Todos os Direitos Reservados

Desenvolvido por: