Empresa blumenauense desenvolve solução para identificar suspeitos e possíveis portadores do Coronavírus

Empresa blumenauense desenvolve solução para identificar suspeitos e possíveis portadores do Coronavírus

A equipe do IndiqueAí Serviços Residenciais, da Lilium Sistemas, de Blumenau (SC), desenvolveu de forma gratuita o Desviralize, solução inspirada em modelos internacionais com bons resultados no combate à propagação do Coronavírus. O objetivo é auxiliar os estabelecimentos comerciais ao retorno das atividades, de maneira simples e responsável, monitorando com o uso de tecnologia a situação de cada cliente em relação à Covid-19. Com as cores verde, amarelo e vermelho, a ferramenta alerta aos usuários quem teve contato com casos suspeitos, ou, ainda, esteve contaminado.   Conforme explica Felipe Bittencourt, sócio e idealizador da ferramenta, o Desviralize permite que estabelecimentos, como lojas, oficinas, bares, restaurantes, entre outros, verifiquem o status dos clientes. Por meio do check-in dos clientes, feito a partir de leitura de um QR Code na entrada do estabelecimento, o Desviralize indica a situação do usuário.   Se o status for verde, significa que o cliente não esteve no mesmo estabelecimento e mesmo horário de nenhuma pessoa que tenha sido posteriormente confirmada com Covid-19. Status amarelo significa que o cliente esteve no mesmo estabelecimento e mesmo horário de uma pessoa que foi, posteriormente, confirmada com Covid-19 nos últimos 14 dias, e, por isso, deve ser aconselhado a fazer quarentena por 14 dias (contando desde o dia em que esteve com a pessoa infectada). “Amarelo não significa necessariamente que a pessoa está infectada, mas que tem probabilidade de estar. Ela volta ao status verde automaticamente depois que expirar o número de dias de sua quarentena”, explica Bittencourt.   Se o status for vermelho significa que o cliente foi diagnosticado, por um exame médico das autoridades competentes, com Covid-19....
Páscoa em casa: chocolateria blumenauense aposta em vendas online para essa época do ano

Páscoa em casa: chocolateria blumenauense aposta em vendas online para essa época do ano

Conheça a história da Liebling Chocolates e as medidas que ela adotou para continuar levando a alegria da Páscoa às casas dos blumenauenses. A Páscoa é um momento de alegria, paz, felicidade e união. Acreditando nesse espírito, a Liebling Chocolates havia programado para essa Páscoa a abertura da sua primeira loja física. Com a pandemia do Coronavírus e os decretos de medidas de isolamento social estabelecidos pelo governo, esse sonho precisou ser adiado. Jean Henrique Havenstein, sócio proprietário da Liebling Chocolates conta que, para manter o espírito e tradição da Páscoa em Blumenau, foi necessário adotar novas medidas. “Todos estão passando por um momento delicado, e para superar isso, precisamos inovar e acreditar que vai dar certo”, conta. O primeiro passo da chocolateria foi focar nas vendas online por meio das redes sociais, Facebook e Instagram, além do atendimento pelo WhatsApp. “Neste momento precisamos pensar em manter as pessoas nas suas casas para evitar o contato físico, para isso estamos realizando vendas apenas online e com entrega gratuita para Blumenau”, conta Havenstein. Além disso, a empresa está desenvolvendo a sua primeira loja virtual, que será lançada em breve.   Loja virtual Liebling Chocolates Outra medida que a chocolateria adotou para continuar levando a alegria da Páscoa às casas dos blumenauenses é a loja virtual. Ela já está disponível e busca atender de forma rápida toda região do Vale Europeu e também do Vale do Itajaí. As entregas para Blumenau são gratuitas. As cidades disponíveis para entrega rápida são: Balneário Camboriú, Barra Velha, Blumenau, Brusque, Gaspar, Guaramirim, Ilhota, Indaial, Itajaí, Jaraguá do Sul, Joinville, Massaranduba, Penha Piçarras, Pomerode, Rodeio, Schroeder...
Comunicado Bela Vista Country Club

Comunicado Bela Vista Country Club

O Bela Vista Country Club comprometido com as recomendações das autoridades de saúde e com o objetivo de reduzir os riscos da disseminação do Covid-19, informa o cumprimento da prorrogação do isolamento social por mais sete dias a partir de quarta-feira, (01), considerando o Decreto n. 535 de 30 de março de 2020 do Governador do Estado de Santa Catarina, Sr. Carlos Moisés da Silva. O Clube informa que irá retomar as atividades gradativamente a partir do dia 13 de abril de 2020, pois, no período entre o fim do decreto (08/04) e o início das atividades (13/04) será feita uma limpeza e higienização total do clube. As redes sociais do mesmo divulgará novas informações se necessário. O Clube se mantem em disposição em regime de plantão através do telefone (47) 99657- 0099 ou pelo e-mail cadastros@clubebelavista.com.br. “Entendemos que este é um momento de enfrentarmos juntos essa pandemia e evitarmos a propagação do vírus e preservarmos a saúde de todos. Acreditamos muito que a sociedade catarinense sairá ainda mais fortalecida após a eminente solução deste assunto que está mobilizando o mundo”, informam.   — Mais informações: Presse Comunicação Empresarial – Assessoria de Imprensa Blumenau – Tubarão (Santa Catarina) (47) 3041-2990 ou 3035-5482 |...
17ª edição da Febratex está confirmada para agosto

17ª edição da Febratex está confirmada para agosto

Considerada uma das maiores feiras do mundo voltadas para a indústria têxtil e a maior das Américas, o evento acontece em Blumenau de 18 a 21 de agosto. A Febratex, uma das maiores feiras do mundo voltadas para a indústria têxtil e a maior das Américas está confirmada para agosto. O evento acontecerá no Parque Vila Germânica, em Blumenau, Santa Catarina, entre os dias 18 a 21 de agosto. Após as medidas estabelecidas pelos decretos do Estado contra o Coronavírus, o Febratex Group, considera que esta edição da Febratex é um grande momento para a recuperação do setor têxtil brasileiro. “O evento é um dos maiores do mundo e movimenta a economia da indústria brasileira e do Estado de Santa Catarina”, informam. “O Febratex Group optou por manter a data do evento pois acredita que a feira é um ponto de partida para retomada dos investimentos e da economia do setor têxtil brasileiro. É um ambiente propício e ideal para retomada da economia, gerando novos negócios, contatos e contratos do setor têxtil. Estimulamos também o networking entre fornecedores, colaboradores, empresas, startups e demais envolvidos na cadeia têxtil”, informa o grupo. “O evento tem o propósito de promover o conhecimento, conexões e negócios entre pessoas e empresas que trabalham na indústria têxtil e de confecção. Além disso, gera economia e receita para diversos segmentos de Blumenau. Acreditamos que o retorno dessa edição será positivo”, aponta o Febratex Group.   Economia para o Vale do Itajaí A Febratex ocorre a cada dois anos e é a maior feira de máquinas e tecnologias têxteis das Américas. É reconhecida como a 3ª maior...
Estratégias de marketing digital precisam se adequar à LGPD

Estratégias de marketing digital precisam se adequar à LGPD

Tiago Brack Miranda, especialista em Gestão da Segurança da Informação da Indyxa, empresa especializada em infraestruturas para missão crítica. O marketing digital é uma das áreas mais impactadas com a chegada da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD). Landing pages, formulários na internet, anúncios baseados em cookies e relacionamento por meio das mídias sociais, são as principais formas das quais as empresas de marketing digital conseguem adquirir dados para segmentar as suas campanhas no ambiente digital e se destacarem no mundo dos negócios. A lei, prevista para entrar em vigor em agosto deste ano, traz à tona uma nova definição sobre   “consentimento”. A LGPD impõe que o consentimento seja mais objetivo e explícito antes de qualquer coleta de dados dos consumidores. Ou seja, antes de coletar o e-mail de um cliente, a empresa precisa tornar claro o motivo daquela coleta e destacar que a informação coletada é necessária para enviar por e-mail um determinado material sobre a marca. No entanto, o e-mail marketing será o mais afetado pela LGPD. Nessa estratégia do marketing digital, o consentimento do consumidor se faz ainda mais necessário. E, sem essa importante base legal, a entrada da LGPD em todo o território nacional faz com esse recurso possa ser excluído das estratégias dos negócios. Outra estratégia conhecida do setor, os anúncios baseados em cookies, que são fundamentados em sites que o usuário visitou, podem levar à identificação de uma pessoa pelos seus registros no histórico de navegação. Este é mais um ponto importante da normativa, que prevê diretrizes no acesso às informações e no tratamento dos dados pessoais ou qualquer informação que identifique...
Crise Global: Como as marcas podem reagir

Crise Global: Como as marcas podem reagir

O mundo está enfrentando uma pandemia com uma nova doença causada por um vírus que se espalha muito facilmente. Os governos em todo o mundo estão reagindo fortemente, com vários países determinando isolamento da população em suas casas. Milhões de pessoas em casa significa que a atividade econômica fica prejudicada. Por conta disso, as bolsas de valores tiveram um crash gigantesco, fragilizando ainda mais a situação das empresas e dos mercados. Os choque sofridos por nações e por grandes empresas negociadas em bolsa rapidamente irão se refletir por toda a sociedade, em cada país em que o vírus chegar. E os primeiros casos já estão chegando ao Brasil. Em paralelo às questões de saúde pública, já estamos vendo mudanças drásticas no comportamento dos consumidores nos países afetados, e essas mudanças, em diversas medidas, devem acontecer no nosso país. As empresas precisam tomar medidas para diminuir os impactos econômico, buscando soluções para continuar o trabalho e manter o máximo possível o ritmo dos negócios.   Menos pessoas nas ruas, menos interações sociais Um primeiro impacto esperado é uma diminuição brusca na circulação de pessoas e sua participação em eventos em grupo. Isso diminuirá fortemente o faturamento de negócios que dependem da presença física e de agrupamento de pessoas. Segundo a IPSOS, os negócios que serão mais impactados inicialmente pelas mudanças de comportamento dos consumidores são: lojas físicas, locais de lazer, itens de grande valor agregado (carros, produtos de luxo), bebidas alcólicas, turismo e viagens  e,tecnologias para o consumidor.   Na China, na fase inicial da epidemia, as pessoas consumiram mais produtos de cuidados médicos, comidas e bebidas (estocando para se...

Presse - Todos os Direitos Reservados

Desenvolvido por: