Fim do emissor gratuito de NF-e de serviços no Distrito Federal

Fim do emissor gratuito de NF-e de serviços no Distrito Federal

A partir de 31 de março, será descontinuado o Emissor Gratuito de Nota Fiscal eletrônica (NF-e) de ISS (versão 3.10), no Distrito Federal. A Secretaria de Estado da Fazenda do Distrito Federal (SEF/DF) informa que não será desenvolvida nova versão e, a partir dessa data, não será mais possível fazer o download do aplicativo.   Os usuários, que já têm o emissor gratuito instalado em seus computadores, só conseguirão utilizar a ferramenta até que novas regras de validação impeçam seu funcionamento correto. Por isso, a Secretaria da Fazenda recomenda aos usuários que procurem outras soluções disponíveis no mercado para a emissão da NF-e de serviços.   Quem precisa emitir   A NF-e de ISS passou a vigorar, no Distrito Federal, em 1º de abril de 2014. Devem emitir essa NF-e as empresas sujeitas ao pagamento do ISS que pertencem a algum segmento relacionado na lista de Classificação Nacional de Atividades Econômicas (CNAEs) e com o faturamento anual superior a R$ 360 mil.   Nova ferramenta para emissão   Para as empresas que se enquadram na obrigatoriedade de emissão é importante buscar uma ferramenta, já que em breve virá a atualização da NF-e para a versão 4.00, com novos campos e novos controles que melhoram a qualidade de informações prestadas pelas empresas e mantidas pela SEFAZ.   A nova versão entra em vigor a partir de 1º de junho, no ambiente de homologação, onde as empresas fazem testes. Em 1º de agosto, passa a valer então no ambiente de produção. E a partir de 6 de novembro, será desativada a versão 3.10 da NF-e e as empresas que não migrarem...
Contador: 5 dificuldades do dia a dia no escritório

Contador: 5 dificuldades do dia a dia no escritório

A rotina de um escritório de contabilidade envolve um trabalho árduo na busca de informações junto aos clientes e no acompanhamento constante da legislação fiscal do país. É preciso ter uma equipe preparada e sempre atenta às mudanças na legislação, para que seja possível fazer um atendimento eficiente aos clientes e evitar problemas com o Fisco. São muitas as dificuldades enfrentadas no dia a dia pelos profissionais de contabilidade. Confira quais são os principais obstáculos.   1 – Erros na emissão de documentos Um dos principais problemas dos contadores começa já na origem, ou seja, na emissão do documento fiscal por parte do cliente. Como a legislação brasileira é muito ampla, é difícil que o profissional responsável pela emissão do documento fiscal tenha conhecimento de todos os detalhes necessários. Por conta disso, costumam ocorrer muitos erros nesta etapa inicial de emissão. “Isto impacta diretamente nas empresas de serviços contábeis, gerando inúmeros processos e procedimentos para a regularização destes erros”, afirma o presidente do Sescon Blumenau, Jefferson Pitz.   2 – Informações incompletas e atrasadas A busca pela informação é outra grande dificuldade, pois muitos clientes não encaminham as informações de forma correta e dentro dos prazos. “Além de nem sempre buscarem o auxílio adequado dentro dos escritórios de contabilidade, fazendo com que as informações sejam geradas de forma incorreta, ainda há muita demora no repasse para o contador”, diz a contadora Karine Gresser, com a experiência de 10 anos em escritório contábil e consultora de negócios do sistema myrp.   3 – Integração dos dados A grande palavra do momento, segundo o presidente do Sescon, é INTEGRAÇÃO. “O que...
6 passos para empreender com sucesso em 2017

6 passos para empreender com sucesso em 2017

Empreender é sempre um desafio para a maioria das pessoas. E como o início de ano é um período em que muita gente aproveita para colocar em prática novos negócios, vamos ajudar você com alguns passos importantes para evitar erros e apostar em estratégias corretas. As dicas são do empreendedor, Tibério César Valcanaia, diretor do myrp, que já viveu com sucesso essa experiência de começar um novo empreendimento. 1 – Planeje antes de começar Planejar muito bem o negócio antes de começar é fundamental. É preciso entender seu mercado, conhecer a concorrência, saber quanto precisa ser investido e a previsão de receita. Mas o principal é ser apaixonado por aquilo que vai fazer. Também vale a pena conversar com futuros clientes, fornecedores, distribuidores, parceiros e amigos que já possuam negócio próprio. Sempre que possível, vale a pena estudar processos empresariais. Muitas pessoas que resolvem iniciar um novo negócio têm formação técnica e depois precisam ter noções mais amplas sobre as várias áreas, como planejamento, finanças, comercial e marketing. 2 – Monte uma boa equipe Uma das primeiras dificuldades para quem está iniciando um negócio é montar uma boa equipe. Como a empresa é nova, quem embarca nesse desafio tem que fazer parte do sonho do empreendedor e acreditar que ele vai dar certo. No início da empresa, muitas vezes, questões como ambiente de trabalho e horários são secundárias. O objetivo principal é deixar o produto pronto para o mercado. Por isso é importante que todo o grupo esteja alinhado nesse sentido. 3 – Defina prazos e custos realistas O empreendedor, normalmente, é muito otimista com sua ideia, por isso...
7 fatores para ficar atento na hora de escolher um sistema de gestão para sua empresa

7 fatores para ficar atento na hora de escolher um sistema de gestão para sua empresa

A maioria dos empresários já tem consciência da importância de ter um sistema de gestão para emitir documentos ficais eletrônicos e gerenciar as diversas áreas da empresa. Mas o que muitos ainda têm dúvida é que fatores devem ser levados em consideração na hora de escolher essa ferramenta de tecnologia. Para esclarecer essa questão, confira as dicas da consultora de negócios do sistema myrp, Karine Gresser. 1 – Mobilidade O primeiro elemento que deve ser observado é se o sistema é na nuvem, ou seja, se o acesso é online. Possibilitando o acesso de qualquer dispositivo conectado à internet, não importa se é um computador, um tablet ou celular. Isso agiliza o trabalho do empresário e ainda garante mais segurança, já que as informações ficam armazenadas na nuvem e não em um servidor físico, o que pode oferecer risco de perda de dados. 2 – Facilidade de uso Também é importante conferir se o layout do sistema é fácil e intuitivo. Afinal, a maioria dos usuários não é especialista em TI e precisa entender o funcionamento de forma rápida para que ele logo se encaixe em sua rotina de trabalho na empresa. 3 – Custo X benefício Analisar o preço é essencial para que você não pague um determinado valor sem ter tudo aquilo que precisa de volta. Existem muitas opções no mercado, com preços bem variados e não é preciso gastar muito para conseguir funcionalidades importantes. Então, fique atento para ver se o valor se encaixa no seu orçamento e naquilo que você precisa para sua empresa. 4 – Suporte amplo Confira se os horários disponibilizados pelo serviço...
Os benefícios de ter as informações na Nuvem

Os benefícios de ter as informações na Nuvem

Até pouco tempo a Computação em Nuvem era vista como uma tendência promissora, mas agora ela veio mesmo pra ficar como fator decisivo nas operações de tecnologia de muitas empresas. De acordo com a consultoria IDC Brasil, líder em inteligência de mercado, serviços de consultoria e conferências com as indústrias de TI e Telecomunicações, o segmento de TI no Brasil deve crescer 5,7% em 2017, em comparação ao ano passado, e um dos fatores que devem contribuir para isso é o amadurecimento do mercado de Cloud Computing ou Computação em Nuvem. A IDC Brasil estima que o mercado de Cloud pública deve crescer 20% neste ano. E as empresas devem investir no armazenamento na Nuvem por conta de vantagens como redução de custos e mais agilidade a entrega de soluções. No modelo Cloud Computing os dados ficam arquivados na própria web e são acessados a partir de um login e senha. E a Nuvem não é a apenas para as  empresas de grande porte. A consultora de negócios do sistema myrp, Karine Gresser, ressalta que mesmo as pequenas e médias empresas já conseguem sentir na prática os benefícios de migrar suas informações para o sistema de armazenamento online:   1- Mais segurança Quem escolhe armazenar os dados da empresa na Nuvem pode ficar mais tranquilo em relação à segurança das informações, pois são feitos backups mais eficientes e seguros. Já que têm todos os dados no computador, corre o risco de a máquina ter algum problema de funcionamento e perder as informações da empresa.   2 – Menos gastos Como não são necessários grandes investimentos em hardware e softwares,...
Sistemas facilitam emissão de boletos com registro para empresas

Sistemas facilitam emissão de boletos com registro para empresas

Com a implantação de uma Nova Plataforma de Cobrança, desenvolvida pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban), em conjunto com a rede bancária, as empresas passam a emitir boletos de pagamento com registro. Este novo procedimento traz mais segurança para todos os usuários e ajuda também a evitar fraudes. Para que o boleto seja registrado, é obrigatório constar no documento de cobrança e no registro bancário pela internet o CPF ou CNPJ do pagador. Para fazer o registro é necessário gerar o arquivo CNAB, conhecido como arquivo remessa, e fazer o download dentro do site do banco. Depois do pagamento dos boletos será gerado o arquivo retorno. Mas essa operação pode ser feita de forma automática pelas empresas que utilizam alguns sistemas de gestão. O sistema myrp gera os arquivos remessa e retorno e faz a baixa automatica dos títulos. Na ferramenta, as taxas de boletos são descontadas do valor para o cliente ter o fluxo de caixa correto. “Isso facilita todo o processo e também garante um melhor acompanhamento das finanças da empresa”, afirma a consultora de negócios do myrp, Karine Gresser.   Boletos vencidos Outra novidade da Nova Plataforma de Cobrança é que a partir de julho, boletos bancários já vencidos poderão ser pagos em qualquer instituição financeira ou em qualquer um dos canais de atendimento (agência, internet, mobile e ATMs). De acordo com a Febraban, são pagos anualmente no Brasil cerca de 3,7 bilhões de boletos bancários de venda de produtos ou serviços. Por conta da grande utilização dos boletos, foi estabelecido um cronograma de validação dos boletos nessa nova plataforma, que inicia a partir de julho,...

Presse - Todos os Direitos Reservados

Desenvolvido por: