Pesquisa clínica inédita no mundo sobre depressão será desenvolvida em Blumenau 

Pesquisa clínica inédita no mundo sobre depressão será desenvolvida em Blumenau 

O Núcleo de Pesquisas em Saúde Mental de Blumenau (NUPE) em parceria com o Programa de Transtornos Afetivos (GRUDA)-IpQ-FAMUSP (São Paulo) está recrutando voluntários para participarem de uma pesquisa clínica sobre depressão. Trata-se do Projeto KETAMIM, coordenado pelo psiquiatra e pesquisador Marco Aurélio Cigognini. A intenção é comparar a eficácia do tratamento convencional a um novo antidepressivo com ação rápida e de uso intramuscular para depressão resistente. Para participarem da pesquisa, os voluntários devem ter recebido diagnóstico de depressão e, após ter tomado pelo menos dois antidepressivos diferentes, continuarem com sintomas da doença. A pesquisa será dividida em quatro fases: triagem, tratamento, manutenção e acompanhamento. Cigognini explica que a a pesquisa é inédita no mundo. “Testaremos um medicamento antidepressivo de ação ultra rápida. A maior parte dos antidepressivos hoje levam de duas a quatro semanas para começar a agir. Vários centros de pesquisa no mundo vêm realizando pesquisas similares com medicamentos desse perfil, no entanto não via intramuscular. Essa solução pode ser muito promissora porque é mais barata, mais acessível e traz menores problemas para o paciente. O medicamento já está sendo utilizado no mundo, porém com outras vias de administração. Em subdoses, tem uma ação antidepressiva eficaz”, observa o psiquiatra. Uma equipe de 15 pesquisadores de Blumenau e de São Paulo estão envolvidos no projeto, entre farmacêuticos, enfermeiros, psiquiatras e psicólogos. “Essa pesquisa significa um avanço importante na saúde mental no Vale do Itajaí. Nunca foram feitos estudos com essa envergadura na nossa região. Começamos a desenvolver aqui esse tipo de tecnologia que é utilizado normalmente só em grandes centros”, aponta o coordenador do projeto. Vantagens para os...

Presse - Todos os Direitos Reservados

Desenvolvido por: