Indumak cumpre com os prazos da NR12 atualizada

A Indumak, de Jaraguá do Sul (SC), dispõe de empacotadoras e enfardadeiras que atendem às novas exigências da Norma Regulamentadora 12 (NR12), estabelecida e fiscalizada pelo Ministério do Trabalho (MT). As máquinas foram modificadas com objetivo de diminuir os acidentes de trabalho. Segundo o projetista de automação industrial da Indumak, Jefferson Cesar Bisoni, a Indumak está seguindo rigorosamente o tempo de adaptação determinado pelo Ministério do Trabalho, para que toda a linha de empacotadoras, enfardadeiras e seus acessórios estejam adequados à NR12 atualizada. “Possuímos clientes que adquiriram empacotadoras anteriormente a revisão da nova NR12, ou seja, além de analisar os conceitos aplicados a segurança para novos equipamentos, é preciso rever o que deve ser melhorado, nas que já estão em campo. Para isso, estamos avaliando cada equipamento, e suas particularidades,” explica Jefferson Cesar Bisoni. Atualizada em dezembro de 2010, a NR12 estabelece os procedimentos obrigatórios nos locais destinados a máquinas e equipamentos, como área de circulação, dispositivos de partida e parada e normas de proteção. O processo para adaptação das novas exigências é divido em três fases: medidas administrativas ou de organização do trabalho, medidas de proteção coletiva e as medidas de proteção individual. Com isso, as empresas receberam um prazo para regularização das máquinas, que pode ser conferido através do site do ministério do trabalho. Sobre a Indumak A empresa conta hoje com mais de 150 profissionais. De capital totalmente brasileiro, sua sede está localizada na cidade de Jaraguá do Sul (SC), importante pólo industrial nacional. Prestes a completar 50 anos de história, atende a mais de 2800 clientes distribuídos pelo Brasil e pelo mundo. A Indumak dispõe...

OAB apoia a Defensoria Dativa

Em audiência pública realizada pela Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, nesta terça-feira (12), advogados defenderam o modelo de Defensoria Dativa atualmente gerido pela OAB. “O debate foi oportuno e possibilitou o esclarecimento de questões fundamentais da qualidade da atuação dos advogados catarinenses na defesa dos necessitados”, aponta o presidente da Subseção de Blumenau César Wolff. A audiência foi promovida pelas Comissões de Justiça e de Direitos e Garantias Fundamentais, de Amparo à Família e à Mulher para discutir a implantação da defensoria pública em Santa Catarina. Atualmente o Estado adota a chamada defensoria dativa, em que o serviço é prestado através de convênio estabelecido entre o Estado e a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). O presidente da OAB Estadual, Paulo Roberto Borba, afirmou que a defensoria dativa é o que melhor atende às determinações constitucionais, ao oferecer os serviços jurídicos à população de baixa renda, sem onerar excessivamente o Estado, tendo sido objeto de manifestações elogiosas por parte do Supremo Tribunal Federal (STF). Conforme Borba, Santa Catarina, apesar de possuir 3,63% da população do país, é o terceiro Estado que mais possibilita acesso aos serviços judiciários, com um defensor para cada 700 pessoas, número considerado adequado para as necessidades catarinenses. Ele também contestou o número levantado de que, caso a nova instituição seja criada, haveria a necessidade de contratação inicial de 311 defensores públicos, enquanto o Rio de Janeiro, com uma população bem mais elevada, conta com 400 desses profissionais. “O governo teria que arcar com uma despesa suplementar de cerca de R$ 300 milhões, sendo que o modelo já atende perfeitamente a demanda dos 293...

Reunião da SC Parcerias discute ação emergencial para BR-470

Está marcada para 11 de janeiro, terça-feira, uma reunião na Casa D’Agronômica, com prefeitos do Vale do Itajaí, entre eles João Paulo Kleinübing, de Blumenau, e Milton Hobus, de Rio do Sul. Estarão presentes diretores da SC Parcerias, secretários Valdir Cobalchini (Infraestrutura), Ubiratan Resende (Fazenda), o procurador geral do Estado Nelson Serpa e o diretor do Deinfra, Paulo Meller. O encontro vai discutir uma solução emergencial para a BR 470, entre Rio do Sul e Blumenau. Neste trecho, em 2010 foram registradas mais de uma centena de acidentes fatais. A Associação Blumenauense Pró-Ciclovias (ABC), engajada em todas as discussões referentes à mobilidade urbana na região, acredita ser importante debater também a inclusão de ciclovias na rodovia. “O custo adicional da ciclovia é inferior a 10%, com reflexo socioeconômico muito superior”, alega o presidente Eldon Jung. A expectativa da associação é que seja mantida a ciclovia em toda a extensão da duplicação. “A ação está prevista no projeto atual”, informa Jung. Segundo o presidente da ABC, a bicicleta já está presente na BR-470, basta ver os índices de atropelamentos na rodovia. “Por ser uma região de alta densidade demográfica, aumenta esta necessidade, além de contribuir para fixar o homem rural na sua terra. Dificilmente, ele pedalará de Navegantes a Rio do Sul, porém, se movimenta na região. Outro motivo é uma visão de futuro: o turismo de bicicleta, ainda embrionário, mas com sucesso nos dois circuitos (do Vale Europeu e Costa Verde & Mar) cortados pela 470, e que estão rendendo divisas para esta região”, aponta Eldon Jung. Da mesma forma, ele lembra o projeto da Ferrovia da Integração, que...

Conselho da Comunidade é reativado

O Conselho da Comunidade, órgão de execução penal previsto em lei federal, com função de articulação dos recursos, fiscalização, luta pela preservação de direitos, ressocialialização e representação das comunidades na execução da política penal e penitenciária, voltará a atuar em Blumenau. Na manhã desta quarta-feira (28), o juiz corregedor do Presídio Regional, Edson Marcos de Mendonça, reuniu no Fórum de Blumenau diversos representantes da sociedade civil para integrarem o Conselho. O presidente da OAB/SC Subseção Blumenau, César Wolff, representará a entidade no Conselho da Comunidade e considera o órgão “um importante instrumento para contribuição da comunidade nas soluções reclamadas pelo estabelecimento prisional”. Os conselheiros já marcaram a data da primeira sessão para eleição dos diretores no dia 12 de maio, no Fórum da Comarca, bem como uma visita ao Presídio Regional de Blumenau, no dia 26 de...

Cúpula da segurança pública estadual se encontra na Acib

Os 12 novos policiais que já vieram para Blumenau, mais cinco que devem chegar em outubro e outros quatro que serão enviados após ser nomeada a última turma em formação na academia, somarão os 21 prometidos pelo Governo do Estado para a cidade. Este é o cálculo do secretário de Estado de Segurança Pública, André Mendes da Silveira. “Este é o compromisso, de transferir em duas etapas e fechar o número de 21. Não quero me comprometer com mais do que esse numero, embora eu pretenda mandar mais”, afirmou Silveira na reunião promovida pela Associação Empresarial de Blumenau nesta segunda-feira (26). O ex-presidente da Acib e atual diretor da SC Parcerias Ricardo Stodieck contestou o número: “Qualquer acordo inferior a 30 policiais, entenderemos como calote”, disparou. Stodieck ressaltou que a falta de efetivo é assunto recorrente desde a sua gestão à frente da entidade e reclamou porque, segundo ele, Blumenau vem sendo preterida na contratação de novos profissionais, especialmente no que diz respeito à Polícia Civil. “Sabemos que existe dificuldade de caixa. Mas, o tratamento não tem sido o mesmo se comparado a outras cidades”, apontou. A reunião contou com a presença de diversos representantes da área de Segurança Pública em âmbito estadual e lideranças locais. Estiveram presentes, além do secretário de Estado da Segurança Pública e Defesa do Cidadão, André Mendes da Silveira, o comandante geral da Polícia Militar de Santa Catarina, Cel. Luiz da Silva Maciel, o delegado chefe da Polícia Civil, Ademir Serafim, o secretário de Estado de Desenvolvimento Regional de Blumenau, Raimundo Mette. Também participaram da reunião o presidente da OAB/SC Subseção Blumenau César Wolff,...

Novas bike patrulhas entram em funcionamento em 2010

A Associação Blumenauense pró-Ciclovias (ABC) se reuniu na noite desta quarta-feira (17/03) para debater temas de interesse dos ciclistas e dos que são favoráveis à causa. O presidente do Seterb – Serviço Autônomo Municipal de Trânsito e Transportes de Blumenau, Rudolf Clebsch, esteve presente no encontro e anunciou que, ainda neste ano, mais três bike patrulhas vão integrar o efetivo de trânsito. Hoje já existem quatro agentes trabalhando com duas bikes e os resultados têm sido muito positivos. Segundo Clebsch, os agentes que utilizam as bicicletas apresentam mais interação e aproximação com a comunidade. Além disso, a bike patrulha garante redução de custos operacionais, favorece o meio ambiente e auxilia na manutenção de uma vida mais ativa e saudável aos agentes. “No início, tivemos que buscar agentes interessados em utilizar a bicicleta, hoje já temos candidatos esperando uma oportunidade de trabalhar com o veículo”, contou o presidente do Seterb. De acordo com ele, as novas unidades devem começar a operar em julho de...

Presse - Todos os Direitos Reservados

Desenvolvido por: