Orfeu 21 estreia em maio no Teatro Carlos Gomes

Musical reúne alunos e professores do Pró-Dança, Carona Escola de Teatro e Escola de Música do TCG, em uma produção com roteiro e arranjos inéditos. Produzido pelo Teatro Carlos Gomes, Orfeu 21 será um marco na história da arte catarinense. A montagem do musical envolve mais de 100 artistas, entre professores e alunos das escolas de teatro, música e dança, além de diretores, assistentes e técnicos. O espetáculo, em cartaz de 2 a 6 de maio, às 20h30, no auditório Heinz Geyer, é uma produção inédita com roteiro e arranjos originais, baseado no mito de Orfeu. O musical passeia do cômico ao trágico, buscando refletir sobre o que mantém o artista e sua arte vivos, apesar das fatalidades e do sofrimento. Orfeu 21 traz ao palco a história de Rogério, interpretado por Fábio Hostert, famoso vocalista da banda pop Orfeus que se casa com Alice, Lúcia Helena Martins, uma bailarina. A felicidade de ambos é interrompida quando a moça é vítima de uma infeliz fatalidade. Enquanto isso, Rogério busca encontrar um sentido para continuar cantando durante a longa espera, deparando-se com visões conflitantes a respeito da doença e da morte na sociedade contemporânea. De acordo com o professor da Escola de Música e diretor musical de Orfeu 21, André de Souza, o ponto de partida do espetáculo dramático-musical foi “Orfeo: favola in musica”, de Cláudio Monteverdi, que estreou em 1607 e é considerada a primeira ópera bem sucedida da história da música. Desde então, Orfeu tem estado presente em momentos importantes no desenvolvimento da ópera, opereta, balé, musical ou mesmo do cinema. “Partimos da ideia de contar a história...

Revitalização do Teatro Carlos Gomes terá apoio da Souza Cruz

Na quinta-feira, dia 03 de maio, às 11h, o palco do Teatro Carlos Gomes, em Blumenau, vai receber presenças especiais. Dessa vez, os espetáculos dão lugar a uma coletiva de imprensa, quando o Conselho Deliberativo e a Diretoria do Teatro Carlos Gomes irão receber a diretoria da Souza Cruz e autoridades. Estão confirmados para participar do evento o prefeito de Blumenau, João Paulo Kleinübing, o presidente do Teatro Carlos Gomes, Ricardo Stodieck, o Presidente do Conselho, Félix Christiano Theiss e o diretor da Souza Cruz, Dimar Frozza. Com mais de 150 anos de fomento à cultura, o Teatro Carlos Gomes conta com mais de mil alunos em suas três escolas – de dança, música e teatro. Além disso, mantém a Orquestra Prelúdio, é sede da Orquestra de Câmara de Blumenau, a Cia Carona de Teatro, a Escola Carona de Teatro, O Pró Dança de Blumenau e a Cia de Dança Experimental Teatro Carlos Gomes. Em sua infraestrutura, conta com biblioteca, um Centro de Memória, em um complexo cultural com mais de sete mil metros quadrados. O TCG possui ainda projetos de inclusão social e realiza, em média, 600 eventos ao ano, com a participação de 200 mil pessoas. Mantendo o compromisso de incentivar e divulgar práticas culturais no país, a Souza Cruz está investindo R$ 600 mil no projeto de Restauro e Reforma do Espaço Cênico. Os novos recursos serão aplicados na modernização da caixa cênica e o objetivo é garantir conforto, tecnologia e plenas condições técnicas para manter o Teatro Carlos Gomes como excelente opção no circuito cultural. O projeto prevê ações nas instalações cenotécnicas; sistemas de iluminação,...

Venda de ingressos para Orfeu 21 começa nesta segunda (16)

Interessados em assistir ao musical Orfeu 21 podem adquirir seus ingressos a partir do dia 16 de abril. O espetáculo, em cartaz de 2 a 6 de maio, no Teatro Carlos Gomes, é uma produção inédita com roteiro e arranjos originais, baseado no mito de Orfeu. O musical envolve alunos e professores das três escolas do Teatro Carlos Gomes: Pró-Dança, Carona Escola de Teatro e Escola de Música. Orfeu 21 passeia do cômico ao trágico, buscando refletir sobre o que mantém o artista e sua arte vivos, apesar das fatalidades e do sofrimento. O espetáculo traz ao palco a história de Rogério, famoso vocalista da banda pop Orfeus que se casa com Alice, uma bailarina. A felicidade de ambos é interrompida quando a moça é vítima de uma infeliz fatalidade. Enquanto isso, Rogério busca encontrar um sentido para continuar cantando durante a longa espera, deparando-se com visões conflitantes a respeito da doença e da morte na sociedade contemporânea. Saiba mais no site do Teatro Carlos Gomes Serviço Espetáculo Musical Orfeu 21 Data/Hora: De quarta a domingo, 2 a 6 de maio, às 20h30, no auditório Heinz Geyer, no Teatro Carlos Gomes Informações: Espetáculo dramático-musical contemporâneo, baseado no mito de Orfeu. Texto de Gregory Haertel, arranjos e direção musical de André de Souza e direção geral de Pépe Sedrez. Ingressos: R$ 20,00 (inteira); R$ 15,00 (sócios) e R$ 10,00 (meia, sócios, alunos e professores do Teatro Carlos Gomes) Promoção: Sociedade Dramático Musical Carlos Gomes Incentivo: Ministério da Cultura / Governo Federal e Funcultural / Governo de Santa Catarina Patrocínio: CartonDruck, Havan, Cia Hering e BRDE Mais informações: Presse Comunicação Empresarial...

Pró-Dança faz releitura do Quebra-Nozes

Blumenau , SC – O Pró-Dança – Escola de Ballet do Teatro Carlos Gomes – apresenta uma releitura do Ballet Quebra-Nozes em sua temporada de final de ano, que reúne apresentações de alunos e professores, de 3 a 5 de dezembro. Segundo a diretora artístico-pedagógica da escola, Beatriz Niemeyer, será uma versão ousada, quase extravagante. O espetáculo é um dos ballets de repertório mais conhecidos e apreciados pelos adeptos da dança. A coreografia, com mais de 100 anos de sucesso, tem sofrido inúmeras adaptações mas nunca perde sua essência. A história fala de uma menina que ganhou de seu padrinho, na noite de Natal, um Quebra-Nozes (boneco de madeira, que serve de enfeite, mas também como instrumento para partir a casca das nozes). Clara brinca com o boneco e acaba adormecendo sob a árvore. Em seu sonho, o Quebra-Nozes lidera os soldadinhos de chumbo numa luta contra o Rei dos Ratos. Clara o ajuda e o salva. Em gratidão, ele a leva pelo País das Neves ao País dos Doces e transforma-se em um príncipe. Várias danças interessantes acontecem ali, numa grande festa. Contudo, Clara se decepciona ao vê-lo dançar com a Fada Açucarada e acorda sozinha abraçada ao boneco. “A versão que faremos é baseada na criação do coreógrafo inglês Matthew Bourne, de 2002, no Sadler´s Wells Theatre”, conta Beatriz. Bourne revisitou o tema do Quebra-Nozes com um olhar que o torna mais contemporâneo e transformou o enredo em uma comédia em que todos podem encontrar algo com que se identificam. A idéia de confrontar sonhos de criança com o mundo adulto é evidenciada, especialmente porque são adultos...

Música Folclórica Alemã estreia hoje no Teatro Carlos Gomes

A Escola de Música do Teatro Carlos Gomes estreia HOJE – 30 de setembro -, às 19h, o “Grupo de Música Folclórica Alemã”, com o objetivo de contribuir para preservação da cultura germânica. Formado por meio de uma parceria com o “Blumenauer Volkstanzgruppe”, do Centro Cultural 25 de Julho, o projeto visa dar continuidade e fundamento sólido ao trabalho de “Volksmusik” do grupo. A Escola de Música foi escolhida como a instituição ideal para isso. Como resultado, a parceria pode aproximar os alunos e professores de música erudita às tradições de seus antepassados e aumentar o brilho dos eventos de tradição germânica em Blumenau. A iniciativa de criar o grupo foi proposta pelo aluno Stefan Ziel, integrante da “Blumenauer Volkstanzgruppe”, organizador do trabalho de música que culminou nas duas edições da “Volkstanzfest” com vários grupos musicais. Com suas melodias encantadoras a “Volksmusik”, música popular de raiz alemã, serviu de inspiração para compositores como Mozart, Schubert, Brahms e Strauss. Preservada com muito zelo no sul da Alemanha e na Áustria a “Volksmusik” sempre interagiu com a música erudita. Intermediadores importantes eram os organistas e professores escolares que levaram a música erudita até o interior do país e também fixaram em forma de partituras aquilo que por séculos crescia no peito do povo e só existia na tradição oral. Também na região de Blumenau os cantos e as melodias da “Volksmusik” estavam vivos até meados do século XX. Hoje, porém, poucas pessoas idosas ainda sabem cantar as melodias. Um patrimônio que infelizmente está se perdendo no tempo e não foi alvo de pesquisa. Para resgatar a verdadeira “Volksmusik” que a Escola...

Presente musical – PRESTES A COMPLETAR 150 ANOS, TEATRO CARLOS GOMES ADQUIRE ÓRGÃO PORTÁTIL COM 270 TUBOS

Veículo: Jornal de Santa Catarina Data: 28/09/2009 Seção: Lazer Cliente: Teatro Carlos Gomes Presente musical PRESTES A COMPLETAR 150 ANOS, TEATRO CARLOS GOMES ADQUIRE ÓRGÃO PORTÁTIL COM 270 TUBOS Um órgão é composto de dois principais elementos: a tecla e o tubo. O toque dos dedos ativa um mecanismo que permite ao som sair pelo tubo. Quando a música sai pelo cilindro, ainda não acabou a magia do instrumento. A força do som chega aos ouvidos e faz até mesmo o próprio corpo humano vibrar. Em função deste encanto, o Teatro Carlos Gomes projetou em 2006 ter um órgão de tubo em suas dependências. Sonho que se torna realidade nas vésperas do aniversário de 150 anos da entidade, no ano que vem. Após três anos de elaboração e execução de projetos, além da captação de recursos, o teatro recebeu quinta-feira o órgão de tubo, trazido de Hamburgo, Alemanha, por Holger Redlich, diretor da empresa Rudolf von Beckerath Orgelbau GmbH, e o técnico Siegmund Tessner. O instrumento é o primeiro importado para o Brasil desde a fundação da empresa há 60 anos. De acordo com a diretora geral do teatro, Elisete Beck, o primeiro objetivo com a aquisição do instrumento é utilizá-lo em apresentações. Por isso, ele será montado e instalado até o dia 2 de outubro no palco do grande auditório. No projeto, ainda consta a possibilidade de empregá-lo em parceria com a orquestra, junto com grandes e pequenos corais, recitais e, futuramente, no treinamento de estudantes e produção de composições. – É uma oportunidade de a nossa escola trabalhar o instrumento em conjunto, como um órgão de câmara....

Presse - Todos os Direitos Reservados

Desenvolvido por: