Como melhorar a comunicação nas empresas?

A comunicação é essencial para as pessoas e nos ambientes de trabalho, por isso o assunto de hoje é a comunicação corporativa. Com experiência profissional como executivo, gerência e diretoria, em grandes empresas nacionais e multinacionais por mais de 30 anos, o consultor da SBA Associados e especialista em gestão humana e processos, Aroldo Manoel Vieira, é para lá de gabaritado para falar sobre comunicação. Ele é formado em Direito e em Coaching Executivo pelo ICI – Integrated Coaching Institute e possui pós- graduações em Administração pela FMU – SP e Recursos Humanos pela UFSC

Como o senhor avalia a comunicação nas empresas?

Aroldo Manoel Vieira – Há muito tempo ouvi de um grande executivo e mestre natural em comunicação que nas empresas a comunicação ou falta ou falha. De lá para cá enquanto os meios de comunicação explodiram, tanto variedade quanto em quantidade, na mesma proporção cresceu a queixa da falta de comunicação entre os que convivem. Isso em todos os ambientes. No trabalho não é diferente. As empresas oferecem muitos meios tecnológicos de comunicação, mas se esquecem de que comunicação é uma necessidade humana afetiva.

Como as empresas podem escutar mais os seus colaboradores?

A.M.V – A melhor forma, mais efetiva é o afetivo olho no olho. Nada melhor, mais humano que o “face to face”. Os líderes das empresas, de todos os escalões, devem criar espaços, ainda que breves, para passar suas mensagens e ouvir suas equipes. As formas não pessoais, como e-mails, comunicados, jornais internos, rádios e televisão corporativas são complementares e precisam ser usados, principalmente em grandes equipes, mas nada como o contato pessoal.

Quais resultados a empresa pode obter a partir do momento que ela passa a escutar mais o colaborador?

A.M.V – Escutar mais significa participação e respeito a pessoa e isso cria motivação e engajamento. Pessoas motivadas, colaboram mais, criam mais e geram mais resultados.

Existem programas ou projetos específicos para obter feedback dos funcionário, quais o senhor recomenda para quem está iniciando a prática na empresa?

A.M.V – A meu ver a melhor maneira é criar espaços, quer diários, semanais ou mesmo mensais, para cada líder se reunir com sua equipe e deixa-la falar. Contudo não pode ser aquele tipo de encontro onde somente o chefe fala, pois isso ele já faz todos os dias dando ordens e cobrando resultados.

Café com o presidente, programas de boas ideias e sugestões são opções válidas?

A.M.V – Todas esses programas são bons e devem ser utilizados, mas também são complementares, pois pouco vale ter o café com o presidente se o chefe imediato não se comunica adequadamente com a equipe. Ou ainda um programa de sugestões e boas ideias expostas por cartinhas se o líder imediato não escuta os colegas no dia a dia.

O que as empresas devem fazer a partir do momento que escutam seus funcionários? Qual o próximo passo?

A.M.V – A partir do momento que escutam, os líderes e gestores devem estar preparados para dar as soluções ou respostas adequadas as suas questões. Lembrando que necessariamente não precisa ter solução para tudo. Muitas coisas não tem solução em certos momentos das empresas. O que as pessoas precisam é de atenção ao que foi apontado e isso toda empresa pode dar.

Aroldo Manoel Vieira

Aroldo Manoel Vieira é consultor da SBA Associados e especialista em gestão humana e processos

Crédito: Daniel Zimmermann

Mais informações:
Presse Comunicação Empresarial – Assessoria de Imprensa
Blumenau – Santa Catarina
(47) 3041-2990 ou 3035-5482 | www.presse.inf.br

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Presse - Todos os Direitos Reservados

Desenvolvido por: