Dicas práticas para elevar a carreira profissional em períodos de retração econômica

No último ano, a crise na economia brasileira atingiu diversas classes sociais e diferentes categorias do setor. No entanto, muitos profissionais tentaram se reposicionar no mercado ou até mesmo lançar a própria marca como empreendedores. De acordo com a estrategista em Personal Branding, Daniela Viek, este momento foi importante e estratégico e muitos puderam perceber o impacto da marca pessoal na carreira e nos negócios.

Este ano é um novo recomeço. Em 2016 houve uma retração de investimento pessoal por parte de muitos profissionais que estariam, por exemplo, pensando em fazer um MBA no exterior, um curso de idiomas ou ampliando seu desenvolvimento profissional”, esclarece Viek. Portanto, decisões inesperadas afetaram os planos profissionais de muitos, como uma possível demissão, e exigiram então um plano de ação efetivo e muitos mudaram de carreira e até mesmo partiram para o empreendedorismo.

Assim, de acordo com a especialista, o trabalho de Personal Branding (Gestão da Marca Pessoal) torna-se de fundamental importância para demonstrar o valor do profissional dentro das empresas em processo de crise, redução de equipe, exigência de colaboradores multitarefa ou ainda para torná-lo um atrativo no mercado, caso uma recolocação estivesse em curso.

Para quem ainda não está familiarizado com o processo de Personal Branding, a especialista aponta três dicas para destacar-se na carreira seja dentro de uma organização, como um profissional liberal ou mesmo como empreendedor. São elas:

  • 1- Atuar e saber demonstrar suas competências e seus diferenciais

Em um processo de redução de equipes nas empresas, o profissional deve estar atento para não ser aquele escolhido para a demissão. O principal, para que sua marca pessoal tenha credibilidade, é constantemente trabalhar em busca dos resultados dentro da empresa. Em um segundo momento, é preciso saber mostrar suas competências técnicas e comportamentais e os resultados que elas promoveram para o negócio, em simples palavras: venda-se e venda seus resultados. Faça isso com uma comunicação transparente, eficaz, sempre buscando genuinamente superar as expectativas de quem lhe contratou, o que sempre vai além das suas próprias atribuições, principalmente, em um período de retração econômica. Não se trata de autopromoção, que fique claro, mas de um marketing pessoal bem feito e isso vale do estagiário ao CEO cuja reputação tem impacto na Marca Corporativa.

  • 2- Seja uma marca de valor pra dentro da organização

O profissional precisa trabalhar e saber comunicar seus resultados dentro da empresa. Assim, estará também trabalhando sua rede de influência dentro da organização. Profissional desejado é aquele que é focado em resultados, que tem visão mais estratégica, que não espera do RH para investir na marca pessoal e carreira, que mantém bons relacionamentos e, principalmente, aquele que trabalha a marca pessoal de forma consistente e constante e não apenas em sua entrevista de emprego. Se você entender como se configura em valor dentro da empresa, saberá como se tornar interessante para o mercado também. Então, é importante receber feedbacks para avaliar a própria imagem, e perceber como a organização valoriza determinado funcionário – o personal branding faz isso. Ele identifica qual é o diferencial do profissional para que ele trabalhe isso como uma vantagem competitiva dentro da organização e fora.

Uma ação muito prática: Amplie sua rede – Não almoce só com seu colega de departamento, almoce com profissionais de outras áreas e até de outras empresas, mantenha sua network viva e isso vale também para o digital, se mantenha presente e gere valor, desta forma, você ser percebido e lembrado é muito mais fácil do que um profissional que se esconde atrás de uma mesa ou cargo, ou só procura sua rede quando está desempregado pedindo para disseminar seu currículo.

  • 3- Trabalhar a rede de influência e a reputação nas redes e nos núcleos de relacionamento é fundamental

O profissional precisa ouvir mais, articular e valorizar as pessoas, focar no resultado, ser proativo, trabalhar o diferencial competitivo que ele apresenta, entender o que é valor para a empresa e focar neste valor. E, principalmente, ser um bom gestor da própria marca pessoal. Ou seja, trabalhar a própria imagem em todos os pontos de contato dentro da empresa ou fora dela; ser notado tanto na presença pessoal como digital também, tão importante e difundida atualmente. É fundamental a busca constante deste alinhamento entre valor real e percebido, e mais importante do que chegar na frente é não ficar para trás neste mercado ultracompetitivo que vivemos.

Sobre Daniela Viek

Estrategista em Personal Branding, Mestranda em Neuromarketing pela FCU (EUA). Mastercoach – Flórida, Pós-Graduanda em Personal Branding por Blanquerna (Espanha), Relações Públicas, Esp. em Comunicação Corporativa e MBA em Marketing pela FGV. Uma das primeiras profissionais do Brasil certificada pela REACH Personal Branding (EUA).

Criadora do MétodoYOU.com – Programa para Gestão Estratégica de Marcas Pessoais atendendo profissionais no Brasil, EUA e Europa. Idealizadora do PBEX 2016 Experience – Semana Internacional do Personal Branding – Um dos maiores eventos do mundo na área e Fundadora do PBBrasil.Org. Desde 2004 atua com Marcas Pessoais e Corporativas atendendo desde profissionais liberais até multinacionais.

Mais Infos: www.danielaviek.com.br

daniela__foto_daniel_zimmermann

Mais informações:
Presse Comunicação Empresarial – Assessoria de Imprensa
Blumenau – Santa Catarina
(47) 3041-2990 ou 3035-5482 | www.presse.inf.br

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Presse - Todos os Direitos Reservados

Desenvolvido por: