Especialista orienta sobre cuidados necessários para o uso de aquecedores

O friozinho deve continuar por mais alguns dias, especialmente no período da noite. Nos dias mais gelados, para se aquecer na hora do banho ou ao dormir, é comum as pessoas usarem aquecedores em casa. Mas, o pneumologista do Hospital Dia do Pulmão (HDP), Mauro Kreibich, destaca alguns cuidados que são necessários para usar o aparelho.

O especialista orienta que o principal é não deixar o aparelho ligado por longos períodos, nem a temperatura superior de 24°. “Acima disso, corre-se o risco de aquecer demais o ambiente e promover o ressecamento das mucosas e ocasionar ou piorar quadros alérgicos. Em algumas circunstâncias, o exagero do uso ou devido às características do aquecedor podem levar à queda de oxigenação, o que pode acarretar alterações como hipotensão (queda da pressão arterial). Para quem tem problemas respiratórios ou cardiocirculatórios a atenção a locais superaquecidos deve ser ainda maior”, explica Kreibich.

Que modelo escolher?

Para a escolha dos aquecedores, o médico explica que do ponto de vista da saúde, o modelo elétrico é o menos prejudicial, pois não queima o oxigênio do ambiente. Os sistemas de calefação, quando feitos da forma correta e com a manutenção periódica adequada, também são seguros.
Um dos mais arriscados é o aquecedor que utiliza gás GLP. “Se houver problema na instalação, ele libera monóxido de carbono, gás inflamável, sem cor e sem cheiro, que pode levar a óbito”, alerta o pneumologista do HDP.

Para quem prefere o calor aconchegante de uma lareira também é preciso atenção, principalmente, na instalação. “Se for tudo bem feito e a lareira for capaz de expulsar os gases da queima de dentro do ambiente, não há problema”, explica Kreibich.

O uso do aparelho de ar-condicionado também é comum na função de aquecer. Os modelos split e inverter são mais eficientes. O modelo de janela não deve ser usado caso a temperatura da rua seja inferior a 5°. Em todos os casos, é importante manter o filtro do aparelho limpo e em boas condições, para evitar a proliferação de fungos, ácaros e bactérias que podem prejudicar a saúde respiratória.

Outros cuidados

Kreibich explica que é preciso manter os ambientes arejados, mesmo no frio. Nos dias de sol, ele recomenda que as pessoas também aproveitem para abrir as janelas e deixar o calor entrar em casa.

A ingestão de líquidos também precisa ser mantida, principalmente, entre idosos e crianças. Lembrando que a média recomendada é de dois litros de água por dia.

Kreibich destaca ainda que nenhum tipo de aquecedor deve ser deixado ao alcance de crianças ou próximo de cortinas, mantas ou colchas, o que pode ocasionar incêndio.

aquecedor

Mais informações:
Presse Comunicação Empresarial – Assessoria de Imprensa
Blumenau – Santa Catarina
(47) 3041-2990 ou 3035-5482 | www.presse.inf.br

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Presse - Todos os Direitos Reservados

Desenvolvido por: