Herdeiros de Minas Gerais conseguiram afastar cobrança do ITCMD de bens no exterior

Recentemente o TJ-MG conseguiu afastar a cobrança do Imposto de Transmissão Causa Mortis e Doação (ITCMD) sobre bens localizados no exterior.

O Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais (TJ-MG) conseguiu afastar a cobrança do Imposto de Transmissão Causa Mortis e Doação (ITCMD) sobre os bens de alguns herdeiros, localizados no exterior. Em São Paulo, já está sendo feita análise sobre a decisão a favor dos contribuintes. O tema ainda será analisado pelo Supremo Tribunal Federal (STF).
A decisão foi comunicada pelos desembargadores da 7ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça. Por unanimidade, eles mantiveram liminar concedida em primeira instância. “O processo em questão, envolve a transferência de ações de uma sociedade localizada na República do Panamá, em decorrência da morte do titular”, explica o advogado tributarista, Marco Aurélio Poffo, sócio do BPH Advogados (Blumenau/SC).
O caso em questão trata de cobrança do ITCMD pelo Estado de São Paulo. O governo paulista recorreu por decisão do Órgão Especial do Tribunal de Justiça (TJ-SP). Em 2011, os desembargadores consideraram inconstitucional a cobrança sobre doações e heranças recebidas no exterior.
“A decisão está em estrita consonância com entendimento doutrinário majoritário. Enquanto não for editada Lei Complementar sobre o caso, não é possível tributar heranças recebidas no exterior. Isso se aplica ao dinheiro situado no exterior, bem como às ações Off Shore e imóveis, por exemplo”, afirma Poffo.
Sem uma lei complementar federal sobre o assunto, vários Estados resolveram editar normas para cobrar o imposto sobre bens localizados no exterior, entre eles Rio de Janeiro, São Paulo e Minas Gerais. No Rio, as decisões têm sido contrárias aos contribuintes. Os juízes entendem que a lei estadual seria suficiente para regulamentar a matéria.
O advogado ainda explica que o beneficiário deve estar atento ao Fisco, que não concorda com este entendimento e deverá sempre tributar a operação, mesmo sendo contra legislação.

Sobre o BPH Advogados
Com mais de 18 anos de atuação no mercado e atendendo a grandes empresas dos mais diversos ramos de atividades, o BPH Advogados tem forte atuação nas áreas do Direito Tributário, Societário e Estruturação de Projetos, Cível e Contratual, Aduaneiro, Trabalhista e Planejamento Patrimonial e Sucessório, além das outras áreas jurídicas inerentes ao Direito Empresarial. Considerado um escritório boutique, que preza pelo atendimento mais próximo do cliente e melhora nas técnicas jurídicas, é comandado pelos sócios Rafael Amaral Borba, Marco Aurélio Poffo e Shirley Henn. Atualmente, tem unidades estabelecidas nas cidades de Blumenau e Lages.

 

Mais informações:
Presse Comunicação Empresarial – Assessoria de Imprensa
Blumenau – Santa Catarina
(47) 3041-2990 ou 3035-5482 | www.presse.inf.br

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Presse - Todos os Direitos Reservados

Desenvolvido por: