Momento é propício para melhorar o posicionamento de marcas no mercado

Cenário de retração traz oportunidades para empresas que estão investindo em comunicação.

Gerar visibilidade no setor em que atua e se diferenciar dos concorrentes são considerados por especialistas fatores primordiais para o posicionamento de uma organização empresarial no mercado, seja de pequeno, médio ou grande porte. Para que isso ocorra, eles atestam: a marca precisa estar em contato com o público-alvo , de maneira constante , alinhada com a missão, visão, valores, produtos e serviços. E o momento econômico, apesar de retraído, é favorável a isso.

Segundo o especialista em Marketing e Vendas e consultor da SBA Associados, Nelson Jorge Leite, a marca e também a identidade de uma empresa e de seus produtos são os sinais e a síntese da comunicação que atinge os clientes e o mercado. Porém, para que haja resultados satisfatórios, é preciso que a organização entenda a diferença de atuação de quatro itens que precisam estar presentes e alinhados na estrutura da comunicação: identidade, posicionamento, imagem e reputação.

O profissional explica que a identidade é como a empresa gostaria de ser percebida, já o posicionamento é a posição que ela pretende ocupar na mente do consumidor e demais públicos. A imagem é o reflexo da identidade e do posicionamento percebidos pelo público-alvo e com impacto junto a ele e ao ambiente, enquanto a reputação é o significado atual das ações realizadas pela empresa. “Se estes quatro elementos estiverem desalinhados, torna-se um risco para a marca. Caso isso ocorra e seja necessário iniciar um ajuste, deve-se começar pela identidade, visto que os demais decorrem da sua consistência e são os seus reflexos”, explica.

Para o publicitário e sócio da Free Multiagência, Romeu Reichert, a marca de uma empresa precisa ficar na mente das pessoas, para isso é necessário comunicar com este objetivo, mas de uma forma que crie desejo e confiança e que o público se identifique. “É fundamental investir em comunicação e mais do que os concorrentes. Se isso é feito de maneira correta, o resultado é compensador”, destaca.

Cenário atual

O consultor e o publicitário ressaltam que o posicionamento da marca é um trabalho constante, que acompanha o desenvolvimento e crescimento da empresa, contudo os profissionais também salientam que é preciso acompanhar o panorama econômico do país e fazer adequações conforme a situação do setor e abrangência de atuação.

De acordo com Leite, atualmente, a maioria dos consumidores brasileiros que pertencem à Classe C está exposta a uma inflação persistente e a uma deterioração razoável da renda. Sendo assim, este público consumidor está desenvolvendo ou privilegiando determinados comportamentos, que visam economizar, como a redução das compras por impulso e a busca por produtos mais baratos, mas com mesmas funcionalidades.

Além destes novos comportamentos, os consumidores não desejam arriscar nas escolhas de consumo. “Em um mercado super ofertado, eles têm que acertar na primeira vez. Então, o posicionamento da marca deve representar uma vantagem competitiva sustentável ou ‘proposição única de vendas’, isto é, deve dar ao consumidor uma razão convincente para preferi-la e comprar mesmo comparando com as concorrentes.”

Além da marca que representa a empresa, o especialista também lembra a importância de investir na marca do produto que é oferecido, que precisa entregar o que promete, priorizando o preço, a funcionalidade e a durabilidade. “A marca do produto ajuda o consumidor a fazer escolhas sem erro e acaba sendo um diferencial no mercado.”

Para o publicitário, o cenário econômico atual retraído torna mais fácil a marca aparecer, já que há menos gente anunciando. “Sempre onde existe um problema, existe também uma oportunidade. Se tem menos dinheiro no mercado, você vai deixar que vá para o concorrente?”, comenta. Segundo Reichert, através da marca há várias formas de chegar ao público-alvo. É preciso aproximar a marca do consumidor por meio da publicidade online e offline, que são plataformas que se complementam, e sempre priorizar a identidade, de maneira que se conecte com os consumidores. Tanto Leite quanto Reichert destacam: a marca de uma empresa é a principal visibilidade no mercado e deve ser trabalhada com prioridade.

Mais informações:
Presse Comunicação Empresarial – Assessoria de Imprensa
Blumenau – Santa Catarina
(47) 3041-2990 ou 3035-5482 | www.presse.inf.br

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Presse - Todos os Direitos Reservados

Desenvolvido por: