Hospital do Pulmão realiza campanha de vacinação contra a Pneumonia

Associada a alergias, gripes, entre outras doenças respiratórias que intensificam no inverno, a tosse pode ser também um indício de uma pneumonia pneumocócica. Além da tosse intensa, entre os principais sintomas da doença estão a febre e dificuldades para respirar – podendo inclusive, levar o paciente a óbito quando não tratada corretamente.  Por isso, o Hospital Dia do Pulmão (HDP) em parceria com a Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia (SBPT), a Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm) e com a fabricante de medicamentos Pfizer, inicia a campanha “Pneumonia Pneumocócica Tem Vacina”, que incentiva vacinação contra a pneumonia entre  grupos específicos como  adultos, idosos ,crianças e portadores de doenças  preexistentes.

Segundo informações do SBPT, a necessidade de realização da campanha partiu do resultado da pesquisa “Retratos da Pneumonia”, elaborada pelo Instituto Market Research a pedido da Pfizer, que revelou que o brasileiro ainda negligencia a prevenção da pneumonia.

A iniciativa inclui um site informativo sobre a doença  (http://pneumoniatemvacina.com.br), além de ações presenciais em parques e shoppings. “Queremos sensibilizar a população e mostrar que a vacina é eficaz. Não podemos negligenciar uma doença com consequências tão graves”, alerta o presidente da SBPT, Fernando Luiz Lundgren.

A doença

A pneumonia pneumocócica atinge, na maioria das vezes, idosos e pacientes que apresentam o sistema de defesa debilitado por outra causa, como gripe e doenças crônicas por exemplo. A doença é provocada pela penetração de um agente infeccioso, a bactéria Streptococcus pneumoniae – também conhecida como pneumococo – que se instala no trato respiratório superior, podendo se espalhar pelo sangue.

De acordo com o pneumologista do HDP, Mauro Kreibich, a doença é oportunista principalmente no inverno, quando o tempo é mais frio e seco. Ele ressalta que é fundamental ficar atento a qualquer condição que possa favorecer uma complicação respiratória, em especial, aqueles que já têm doença preexistente e os que já sofrem com doenças das vias áreas.

“Um resfriado ou gripe, ou um quadro respiratório alérgico não controlado pode gerar doenças mais graves, como a pneumonia, sendo necessário, às vezes, até internação hospitalar para tratamento”, explica.

O especialista aponta que “a prevenção é uma medida simples e eficaz. As vacinas pneumocócicas, por exemplo, é um método que pode reduzir de 32% a 45% o número de hospitalizações em decorrência da pneumonia”.

vacina

Mais informações:
Presse Comunicação Empresarial – Assessoria de Imprensa
Blumenau – Santa Catarina
(47) 3041-2990 ou 3035-5482 | www.presse.inf.br

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Presse - Todos os Direitos Reservados

Desenvolvido por: