Patrimônio preservado

Registros do tempo da colônia são resgatados e digitalizados

Mais de 41.000 páginas de registros antigos a um clique de pesquisadores e estudiosos. Esse é o resultado obtido até agora com a digitalização de livros de registros de casamentos, batismos, confirmações e óbitos da comunidade luterana de Blumenau, por meio do Projeto Raízes da Nossa História. Ele começou a ser colocado em prática em agosto de 2008 e já contemplou, em Blumenau, as Paróquias Centro, Badenfurt, Itoupava Central, Garcia e Testo Salto, além das Paróquias de Pomerode, Indaial, Brusque e Itajaí. A intenção é que o projeto se estenda para as 30 paróquias do Sínodo do Vale do Itajaí.

Os primeiros registros são do início da colônia, quando o Pastor Osvaldo Hesse anotava, em alemão, tudo o que acontecia na comunidade em forma de diário, entre os anos de 1856 a 1865. Parte dos textos foi transcrita e traduzida. Em breve, todo o material deve ser disponibilizado via web.

A preservação dos livros de registros representa o cuidado com a própria história do Vale do Itajaí. E boa parte desses livros estava em estado de difícil manuseio. Alguns se rasgavam facilmente e ficavam cada dia mais frágeis. Os recursos para o trabalho de digitalização vieram por meio do Fundo de Apoio à Cultura do Governo do Estado de Santa Catarina. A partir de agora, Blumenau e região podem se orgulhar de ver esse patrimônio histórico e cultural conservado.

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Presse - Todos os Direitos Reservados

Desenvolvido por: