Pró-Dança faz releitura do Quebra-Nozes

Blumenau , SC – O Pró-Dança – Escola de Ballet do Teatro Carlos Gomes – apresenta uma releitura do Ballet Quebra-Nozes em sua temporada de final de ano, que reúne apresentações de alunos e professores, de 3 a 5 de dezembro. Segundo a diretora artístico-pedagógica da escola, Beatriz Niemeyer, será uma versão ousada, quase extravagante.

O espetáculo é um dos ballets de repertório mais conhecidos e apreciados pelos adeptos da dança. A coreografia, com mais de 100 anos de sucesso, tem sofrido inúmeras adaptações mas nunca perde sua essência. A história fala de uma menina que ganhou de seu padrinho, na noite de Natal, um Quebra-Nozes (boneco de madeira, que serve de enfeite, mas também como instrumento para partir a casca das nozes). Clara brinca com o boneco e acaba adormecendo sob a árvore. Em seu sonho, o Quebra-Nozes lidera os soldadinhos de chumbo numa luta contra o Rei dos Ratos. Clara o ajuda e o salva. Em gratidão, ele a leva pelo País das Neves ao País dos Doces e transforma-se em um príncipe. Várias danças interessantes acontecem ali, numa grande festa. Contudo, Clara se decepciona ao vê-lo dançar com a Fada Açucarada e acorda sozinha abraçada ao boneco.

“A versão que faremos é baseada na criação do coreógrafo inglês Matthew Bourne, de 2002, no Sadler´s Wells Theatre”, conta Beatriz. Bourne revisitou o tema do Quebra-Nozes com um olhar que o torna mais contemporâneo e transformou o enredo em uma comédia em que todos podem encontrar algo com que se identificam. A idéia de confrontar sonhos de criança com o mundo adulto é evidenciada, especialmente porque são adultos que interpretam as crianças. A primeira parte em tons de cinza (no orfanato) e a segunda parte muito colorida (no país dos doces) é inspirada em Charles Dickens. A versão do Quebra-Nozes de Bourne é sucesso de bilheteria na Inglaterra e nos Estados Unidos e promete ser um sucesso também em Blumenau, com a apresentação do Pró-Dança.

Sobre o Pró-Dança

O Pró-Dança de Blumenau (Escola de Ballet do Teatro Carlos Gomes) foi criado em 1987, como uma associação de pais e amigos da Dança, e teve por objetivo auxiliar o Teatro na manutenção da já tradicional escola de ballet existente, proporcionando-lhe um novo ânimo.
A direção artística e pedagógica está há 22 anos a cargo de Beatriz Niemeyer, professora credenciada e supervisora de ensino da Royal Academy of Dance . A Escola de Ballet tem mantido uma média de 280 alunos por ano, que cursam as principais modalidades oferecidas: ballet clássico, dança contemporânea, sapateado americano, jazz e alongamento. Durante essa trajetória, outros cursos já foram oferecidos, como bio-dança, anotação coreográfica, dança flamenca, street dance, dança para portadores de necessidades especiais, danças de salão, percussão corporal e outros.

A Escola conta hoje com 16 funcionários, dentre professores, administradores, secretária e figurinista. Os professores do Pró-Dança têm habilitação específica para a modalidade em que atuam, garantindo, assim, qualidade artística e pedagógica.

O Pró-Dança foi a primeira escola de Ballet, no Estado de Santa Catarina, a ser credenciada pela Royal Academy of Dance, de Londres, sob o registro de nº RAD-School ID 22732. Contando com quatro professoras graduadas e licenciadas pelo método inglês, a escola prepara estudantes de ballet para exames e diplomação, tanto em nível infanto-juvenil, quanto profissional. Há 16 anos a escola recebe anualmente a visita de uma examinadora da academia inglesa, e uma média de 40 alunos têm se submetido aos exames de ballet clássico, obtendo sempre elevado índice de aprovação. Nos últimos anos, cerca de 800 estudantes já obtiveram certificados infanto-juvenis e 22 bailarinas alcançaram diplomação em nível profissional, estando aptas a ingressar em uma companhia de dança.

Saiba mais em www.prodanca.com

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Presse - Todos os Direitos Reservados

Desenvolvido por: