Rooftop: tendência une lazer, integração e vista privilegiada

Uma bela paisagem a ser apreciada sem paredes ao redor para atrapalhar. Um local que busca valorizar a paisagem urbana de cidades cada vez mais desenvolvidas e menos observadas. Essas são algumas das finalidades do rooftop, um terraço que se transforma em uma área de lazer comum aos moradores de um mesmo edifício, de onde se pode observar a bela paisagem das cidades.

A tendência internacional, comum em grandes centros urbanos como Londres e Nova York, vem, aos poucos, sendo incorporada em edifícios do Brasil. Isto porque muitos empreendimentos estão ficando mais funcionais, o que faz com que a cobertura dos prédios se torne um espaço cada vez mais atrativo para atividades de lazer e momentos de diversão e socialização. “Os rooftops proporcionam um espaço com visão panorâmica para todos os moradores de um determinado prédio, independentemente se moram na cobertura ou não. É um espaço compartilhado e inusitado de lazer”, destaca o arquiteto Osvaldo Segundo, do escritório Osvaldo Segundo Arquitetos Associados, de Blumenau (SC).

Tendência chega a Blumenau

Em Blumenau (SC), essa tendência começou a ser implantada recentemente pelo escritório Osvaldo Segundo Arquitetos Associados e Vasselai Incorporações. O ambiente pode ser visto nos edifícios Smart e Brooklyn e também no Edifício Black, que está em obras. No Edifício Brooklyn, por exemplo, foi projetado o Rooftop Cinema, que tem cerca de 70 m². Segundo o arquiteto Osvaldo Segundo, este é um espaço que tem o objetivo de integrar as pessoas, com layout versátil, espaços a céu aberto e uma ampla tela de TV. “O Rooftop Cinema é um dos diferenciais deste edifício. Além da tela, o ambiente conta também com a estrutura para receber pessoas em diferentes momentos. Parte desta área fica a céu aberto. A ideia é dar versatilidade para o espaço, além de proporcionar a sensação de ver o céu e o horizonte”, explica.

Já no Edifício Smart, o espaço foi nomeado Biergarten e tem como referência as praças de cerveja, muito comuns nas cidades da Alemanha. “O edifício se destaca pela cor escura do seu volume e a inserção de um elemento de concreto em uma das janelas. Os detalhes sutis ficam por conta das sacadas – sacada com churrasqueira que se destaca do corpo do edifício, sacada balcão pouco destacada do edifício e sacada integrada com a sala, totalmente alinhada com a fachada”, comenta Osvaldo.

No Edifício Black, o rooftop também é um dos destaques. O espaço, que foi chamado de Sky Bar, propicia uma bela vista de Blumenau. “O rooftop fechado é composto por poucos elementos, de linhas e volumes puros. Seu fechamento é todo feito em vidro ou grade, integrando-o às visuais do entorno. O uso da estrutura é diverso e dinâmico, de lazer a negócios. A premissa básica é o convívio harmônico e a integração entre pessoas. Já o rooftop aberto permite uma vista panorâmica da cidade. A inexistência de qualquer cobertura é a grande surpresa, pois o espaço acontece ao ar-livre, pronto para ser vivenciado. Ao entardecer, o cenário ganha iluminação indireta posicionada estrategicamente”, descreve.

Rooftop no Edifício Black

V_TR_VOO_PASSARO_EF_web

V_TR_ROOFTOP_FECHADO_EF_web

 

Rooftop no Edifício Brooklyn

cinema

img2

 

Rooftop no Edifício Smart

84_03

Mais informações:

Presse Comunicação Empresarial – Assessoria de Imprensa
Blumenau – Santa Catarina
(47) 3041-2990 ou 3035-5482 | www.presse.inf.br

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Presse - Todos os Direitos Reservados

Desenvolvido por: