Autoridades traçam panorama da recuperação de Blumenau na Acib

[photopress:reuni__o1_site.JPG,resized,centered]Na primeira reunião conjunta do ano, ocorrida nesta segunda-feira (19), a diretoria e o conselho da Acib receberam o prefeito João Paulo Kleinübing e o secretário regional Paulo França. A idéia era ter um panorama geral do que já foi executado para a recuperação de Blumenau após a calamidade ocorrida no final do ano passado e como a Acib ainda pode contribuir para esse processo. O comprometimento das entidades, segundo o prefeito, será fundamental para repensar uma nova postura a ser adotada pela cidade e rever a forma como o Vale do Itajaí foi ocupado.

Kleinübing enumerou diversas ações que o Poder Municipal está colocando em prática desde o início da tragédia. “Nossa preocupação inicial foi retirar as pessoas das áreas de risco e atendê-las em abrigos, que chegaram a 63 e hoje são menos de 30”, apontou. Atualmente, parte das famílias que perderam as residências pode receber o Auxílio Reação, uma ajuda de custo de um salário mínimo, do Governo do Estado, para que busquem uma moradia provisória até que as habitações construídas pela prefeitura fiquem prontas. Outra solução encontrada pelo Executivo Municipal foi alugar galpões que possam ser adaptados com unidades habitacionais de 25 m2, com cozinha, banheiro e área de serviço comum, financiados pelos Governos Estadual e Federal. Paralelamente, serão adquiridas nove áreas para a construção de três mil residências. O recurso deve vir da Defesa Civil e o prefeito aguarda a formalização da liberação dessas verbas por parte da União. Parte dos gastos com a aquisição dos terrenos será coberto pelo fundo criado pela Fiesc. O prazo para que todas as casas sejam concluídas é de 18 meses.

Entre as ações do Governo do Estado destacadas pelo secretário regional Paulo França estão o reforço de mais 200 técnicos na Celesc, o pagamento de faturas e troca da subestação que abastece a cidade de Luís Alves, a operação tapa buraco e recuperação da rodovia Jorge Lacerda pelo Deinfra e os R$ 6,3 milhões repassados às prefeituras da região para a área de saúde. Além disso, o Estado apoiou abertura do hospital de Campanha e fez repasses para a farmácia básica. As escolas da rede estadual também foram atingidas, num total de 35 unidades. Para recuperá-las, o secretário afirmou que já foi acertada a destinação de R$ 3 milhões.

As empresas também receberam apoio do Estado, segundo Paulo França, com a prorrogação de pagamentos de tributos, permissão de importação com benefícios fiscais em portos de outros estados, medidas de apoio emergencial, financiamentos de capital de giro para micro e pequenas empresas e programa de refinanciamento de créditos, entre outras ações. Todas essas medidas foram fundamentais para recuperar a região, mas, na opinião de Paulo França, a retomada do crescimento só será possível com a duplicação da BR 470.

“Estamos satisfeitos com as ações dos Governos Federal, Estadual e Municipal. Esperamos que a parte burocrática seja logo encerrada para que efetivamente comecem as obras de recuperação da estrutura viária da cidade”, apontou o presidente da Acib Ricardo Stodieck.

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>






Presse - Todos os Direitos Reservados

Desenvolvido por: