Parceria entre SESI e prefeitura de Benedito Novo leva formação sobre aproveitamento de alimentos para famílias em vulnerabilidade

Projeto Ressignificando os Produtos da Cesta Básica pretende qualificar a alimentação de famílias de baixa renda 

 

Benedicta Cristina Gimenez, de 65 anos, deixou São Paulo com um filho e aportou em Benedito Novo, cidade do Médio Vale do Itajaí, onde busca se reconstruir após enfrentar os percalços da vida. Cozinheira de mão cheia, ela vive atualmente com a renda de meio salário mínimo somada à venda de salgados que produz na cozinha de casa, dos quais se orgulha, assim como da mesa humilde, mas preparada com carinho. “Esse alface sou eu que planto, nasce lá na minha horta e eu gosto de fazer tudo assim, posto na mesa, porque é feito com muito amor”, conta com um largo sorriso. 

Cristina – como ela prefere ser chamada – é uma das 10 moradoras de Benedito Novo que participam do projeto Ressignificando os Produtos da Cesta Básica, realizado pela Secretaria de Saúde e Assistência Social da cidade em parceria com o SESI. O objetivo é apresentar aos cidadãos que são atendidos pelo Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) maneiras de aproveitar integralmente os alimentos da cesta básica que é distribuída. 

“Vamos trazer para essas famílias um uso adequado desses alimentos que são fornecidos, uma reeducação alimentar e mostrar todas as possibilidades dentro desses produtos que elas recebem do CRAS. Então, como preparar o arroz da melhor forma, com o melhor rendimento, como aproveitar a farinha de trigo e reaproveitar alguns alimentos, como vegetais, e também ressignificar esses alimentos de forma que eles possam converter isso em benefício: um pão que possa vender ou até mesmo o sal, que costuma sobras, como preparando um sal com ervas é uma forma de também trazer um rendimento para essas famílias”, explica a nutricionista e Supervisora em Promoção da Saúde do SESI, Anelise Urnau Machado. 

 

Atendimento direcionado

A assistente social Joelma Crista Sandri Bonetti explica que muitas famílias em situação de vulnerabilidade social são atendidas pelo CRAS e, por se enquadrarem nos critérios recebem a cesta básica durante um período e que o projeto – que ainda é um piloto, mas deve ocorrer ao menos duas vezes por ano – deve ajudá-las a utilizar o máximo dos alimentos. “Desenvolvemos esse projeto de ressignificação para que esses produtos possam ser melhor aproveitados, tanto para sua questão nutricional quanto organizacional, porque sabemos que se eles souberem aproveitar mais esse material que vem da cesta básica eles também vão ter uma melhor qualidade de vida”, avalia. 

 

Sempre é tempo de aprender

Mesmo dizendo que já aproveita toda a cesta básica, Cristina conta que quer aprender novas maneiras de fazer os alimentos que recebe –  e talvez até incrementar um pouquinho a renda da família. Essa é uma das formas de melhorar a alimentação de uma parcela da comunidade, acredita a prefeita de Benedito Novo, Arrabel Antonieta Lenzi Murara, que aponta a melhora na alimentação da comunidade como uma das estratégias do governo, do qual o Ressignificando os Produtos da Cesta Básica também faz parte. Segundo ela, é a informação que vai proporcionar os benefícios. 

“Nós iniciamos uma conversa com a rede FIESC já no ano passado tentando  construir essa Ressignificação da Cesta Básica, porque acreditamos que a medida que as pessoas têm conhecimento, nós conseguimos que essas pessoas, com essa cesta básica, incrementem a alimentação dos seus familiares e muitas vezes façam desse pouco que recebem uma forma de geração de renda”, aponta. 

Assim como a prefeita de Benedito Novo, a gerente executiva do SESI/SENAI/IEL no Vale do Itajaí, Silvia De Pieri, também acredita que o programa pode dar um impulso para melhorar a qualidade de vida da população. “O nosso segmento de Saúde tem esse objetivo de trazer um maior entendimento de todos os aspectos da vida que nos impacta, não apenas para o trabalhador, mas para toda  a comunidade. Um projeto como esse vai trazer informação, mas também apresentar oportunidades, esse é o nosso foco”, ressalta. 

 

Como funciona?

O projeto Ressignificando os Produtos da Cesta Básica ocorre entre os meses de julho e agosto, sempre às quintas-feiras pela manhã na atual sede do CRAS de Benedito Novo (na antiga fábrica da Dudalina). Os participantes serão selecionados pelo órgão entre os cidadãos que são atendidos e receberão as orientações da nutricionista do SESI, Anelise Urnau Machado. 

 

Mais informações:
Presse Comunicação Empresarial – Assessoria de Imprensa
Blumenau – Tubarão (Santa Catarina)
(47) 3041-2990 ou 3035-5482 | www.presse.inf.br

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>






Presse - Todos os Direitos Reservados

Desenvolvido por: